Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola sem resposta para a fome

media Seca no sul de Angola provoca primeira criança morta em Kuando Kunbango REUTERS

Em Angola de acordo com as organizações não-governamentais três crianças morrem por dia devido à fome que atinge o centro e sul do país. O programa do governo de ajuda às vítimas não tem sido, até ao momento, capaz de dar uma resposta eficaz.

Em Angola a seca extrema que atinge o centro e o sul do país continua a fazer vítimas mortais. De acordo com as organizações não-governamentais, todos os dias três crianças morrem à fome.

A UNICEF alertou para o facto de 500 mil crianças estarem afectadas pela seca e mais de 200 mil abandonaram a escola devido à fome e à falta de água.

Nas províncias do Cunene, Huíla, Cuando Cubango, Benguela, Kwanza Sul e Namibe a fome afecta dois milhões de pessoas que precisam de ajuda de emergência.

As autoridades locais solicitaram mais apoio do governo, porém o programa de apoio às famílias mais pobres tem capacidade de resposta para apenas um milhão de afectados.

Correspondência de Avelino Miguel 12/08/2019 ouvir

A comissária para a Economia Rural e Agricultura da União Africana, Josefa Sacko, mostrou-se preocupada com as vítimas da seca e afirmou estra disponível para identificar, com o governo, programas para mitigar os efeitos das alterações climáticas.

Os efeitos das alterações climáticas vão estar em debate até quarta-feira no Fórum das Organizações da Sociedade Civil da Comunidade de Desenvolvimento Económicos do Estados da África Austral.  

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.