Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 24/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 24/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 24/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 24/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Elida Almeida Prémio RFI Découvertes 2015

media Elida Almeida nos estúdios da RFI RFI/Miguel Martins

Elida Almeida ganhou hoje o Prémio RFI Découvertes 2015. Trata-se do segundo artista cabo-verdiano a obter esta distinção, após Tcheka em 2005. A cantora tem apenas 22 anos e conta com um primeiro álbum "Ora doci, ora margos".

O júri do Prémio RFI Découvertes foi presidido pela cantora maliana Ooiumou Sangaré para escolher entre os 14 artistas africanos finalistas.

A recompensa consagra uma artista lusófona, pois, o que ilustraria segundo Oumou Sangaré a "abertura do prémio".

De acordo com a presidente do júri a escolha foi difícil, mas a opção teria sido feita devido ao profissionalismo de Elida e pelo "domínio do palco" que ela tem.

"Ela transmite muita energia no palco, é algo de mesmo muito forte" confirma Blick Bassi, também membro do júri, algo de muito importante para levar a cabo uma carreira de longo prazo.

A laureada receberá um prémio no valor de 10 mil euros, bem como digressões em África e França.

"Ora doci, ora margos", o seu álbum de estreia, foi lançado em Dezembro de 2014, saiu em Janeiro 2015 em Portugal e em vários outros países europeus, incluindo a França, onde ela participou em Maio no Festival Musiques Métisses.

Batuque, morna ou funaná fazem parte dos ritmos que Elida Almeida percorre em letras suas cantadas em crioulo.

A música "Nta Konsigui" foi escolhida para a telenovela portuguesa "A única mulher" e teve um sucesso fulgurante. (Confira aqui o videoclip).

Elida Almeida nasceu em Santa Cruz, na ilha de Santiago, embora tenha vivido largos anos na Ilha do Maio, e é a autora de grande parte das canções deste disco.

Reagindo à obtenção do prémio ela declarou-se "muito feliz", alegando que se trata de "uma surpresa", a avaliar pela qualidade dos 14 candidatos seleccionados.

José da Silva, fundador da etiqueta Lusáfrica, é o produtor da Elida Almeida e mostra-se satisfeito com a obtenção do prémio, alegando que este é merecido, sublinhando o percurso deste jovem talento do interior da ilha de Santiago, proveniente de um meio humilde que no espaço de um ano se conseguiu impor no meio musical e artistíco nacional.

José da Silva reagindo ao Prémio RFI Découvertes de Elida Almeida 17/11/2015 ouvir

Em relação ao mundo afro-lusófono, já venceram este concurso o são-tomense Gilberto Gil Umbelina, os moçambicanos do grupo RM mais tarde baptizado Gorwane e mais recentemente o cabo-verdiano Tcheka, cujo produtor é também José da Silva.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.