Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Jordin Andrade faz história nos Jogos Olímpicos

media Jordin Andrade, atleta cabo-verdiano fecebook/jordin andrade

Nos Jogos Olímpicos, o atleta cabo-verdiano Jordin Andrade ficou em sexto lugar na segunda série da meia-final dos 400 metros barreiras. Falhou o acesso à final, mas fez história pelo seu país: é o primeiro atleta a chegar às meias-finais de uma prova.

O atleta cabo-verdiano terminou a sua participação nos Jogos Olímpicos ao finalizar na sexta posição na segunda série da meia-final dos 400 metros barreiras.

Jordin Andrade cruzou a meta com o tempo de 49:32 segundos. O atleta cabo-verdiano residente nos Estados Unidos da América passa assim a ser o 16° melhor atleta olímpico da modalidade.

Para o chefe da missão olímpica de Cabo Verde, Leonardo Cunha, o atleta fez uma excelente prova além de ter feito história pelo seu país.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.