Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Cabo Verde: Anulação da acusação dos arguidos estrangeiros no caso "Perla Negra"

media O caso "Perla Negra" foi uma das mais importantes apreensões de droga do país

O Supremo Tribunal de Justiça anulou a acusação dos cinco arguidos estrangeiros condenados no âmbito do caso de tráfico de droga conhecido como "Perla Negra". Esta decisão que consta de um acórdão do dia 06 de Março sustenta-se no motivo da acusação não ter sido traduzida.

O caso "Perla Negra" data de 5 de Novembro de 2014, quando a Polícia Judiciária apreendeu 521 quilogramas de cocaína durante um transbordo na praia de Salamansa, em São Vicente, uma das mais importantes apreensões de droga no país. Na altura, foram detidas 6 pessoas, na sua maioria cidadãos estrangeiros e um cabo-verdiano, os arguidos tendo sido condenados, um ano depois, a penas de 15 a 16 anos de prisão. Na época desta primeira decisão de justiça, já se tinha apontado o facto dos arguidos estrangeiros não terem tido conhecimento das acusações que pesavam sobre eles na sua língua de origem.

A anulação agora pelo Supremo Tribunal da pena que recaía sobre os arguidos estrangeiros surge na sequência de recursos da sua defesa que alegou precisamente a não tradução da acusação para espanhol e inglês e a inexistência de factos que sustentem os crimes de associação criminosa e lavagem de capitais. Os estrangeiros – três espanhóis, um cubano e um sueco tinham sido condenados a 15 anos de prisão pelos crimes de tráfico de droga, associação criminosa e lavagem de capitais.

Nos termos do mesmo acórdão do Supremo Tribunal, o arguido cabo-verdiano deste caso, Xande Badiu, condenado a 16 anos de prisão fica ilibado dos crimes de lavagem de capitais e associação criminosa, o Supremo reafirmando contudo os crimes de posse de armas e tráfico de drogas. Em virtude disto, Xande Badiu, continua detido mas vê a sua pena baixar para 15 anos de detenção.

Mais pormenores com Odair Santos.

Odair Santos, correspondente da RFI em Cabo Verde 08/03/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.