Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 12/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 12/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 12/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 12/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Cabo Verde: Associação acusa deputado de incitar à homofobia

media Festa da World Pride, em Barcelona, a 8 de Julho de 2017. PAU BARRENA / AFP

A Associação Arco-Íris acusou o deputado Miguel Monteiro de “incitar e estimular a homofobia e actos preconceituosos” com as declarações que fez, por escrito, nas redes sociais. O secretário-geral do MPD disse ser “200% contra” o casamento homossexual, apoiando-se em passagens da Bíblia.

O presidente da Associação Arco-Íris, Elvis Tolentino, condenou as declarações do deputado Miguel Monteiro, do MPD, que disse ser “200% contra” o casamento homossexual, apoiando-se em passagens da Bíblia.

Para o activista, trata-se de “um atentado” à igualdade de todos perante a lei, contrário a um estado laico e que representa uma “violência simbólica” que “acaba por incitar e estimular a homofobia e actos preconceituosos”.

“Este tipo de violência simbólica é intolerável num deputado da nação e, acima de tudo, acaba por incitar e estimular a homofobia e actos preconceituosos “, afirmou Elvis Tolentino.

Questionado sobre se Cabo Verde está preparado para o casamento homossexual, o presidente da associação LGBT respondeu: “Não sei se neste momento Cabo Verde está preparado.”

Para Elvis Tolentino, apesar de Cabo Verde ser um estado laico, há “ilhas muito religiosas onde a questão da religião é muito forte e muito vincada”, havendo outras questões mais urgentes a tratar, como o acesso a tratamento hormonal para pessoas transsexuais e a criminalização de actos homofóbicos e discriminatórios em relação ao acesso ao emprego, educação e  aluguer de imóveis.

Ainda que o tema não faça parte da agenda política do governo - como afirmou o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva - a polémica levantada pelo deputado Miguel Monteiro acabou por “levantar questões que nunca tinham chegado a este nível e que motivassem toda a nação”.

Elvis Tolentino para jornal 13/07/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.