Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Cabo Verde : Ovos contaminados retirados do mercado

media Produção de produtos avícolas, na região de Anvers, na Bélgica, a 8 de Agosto de 2017 REUTERS/Francois Lenoir

A Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares de Cabo Verde, (ARFA), confirma a importação, em Junho, de ovos provenientes da Bélgica, contaminados com o inseticida Fipronil, mas tranquiliza a população, adiantando que o produto já não se encontrava no mercado no mês de Agosto.

Cabo Verde é um dos 11 países a ter recebido ovos - ou subprodutos - contaminados com um inseticida Fipronil, não permitido na cadeia alimentar.

No entanto, a Autoridade de Segurança Alimentar cabo-verdiana cita o alerta do RASFF (Sistema de Alerta para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais da União Europeia), adiantando que "os ovos contaminados já foram retirados do mercado europeu" e assegura que "continuará a acompanhar o assunto junto das autoridades europeias e nacionais".

 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.