Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 12/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 12/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 12/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 12/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Governo guineense qualifica de "infelizes" os comentários de Pedro Pires

media Pedro Pires, antigo presidente de Cabo Verde Liliana Henriques

O governo guineense expressou hoje o seu desagrado com os comentários tecidos pelo antigo presidente cabo-verdiano Pedro Pires que ontem numa conferência na cidade da Praia considerou que a situação política na Guiné-Bissau não passa de uma tentativa de interpretação exagerada dos poderes constitucionais por parte do chefe do Estado guineense.

Na óptica de Pedro Pires, a crise na Guiné-Bissau é motivada sobretudo pelo facto de o presidente guineense pretender mudar o regime político do país sem que a Constituição esteja revista. O antigo chefe de Estado de Cabo Verde referiu ainda que José Mário Vaz pretende ter mais poderes do que aquilo que a Constituição lhe dá.

Hoje em conferência de imprensa, o Ministro guineense do Turismo e novo porta-voz do governo, Fernando Vaz, reagiu e manifestou o desagrado do executivo, qualificando de "infelizes" as declarações de Pedro Pires. Do ponto de vista de Fernando Vaz, as afirmações do antigo Presidente de Cabo Verde são contraditórias uma vez que, refere o porta-voz do governo, o ex-líder cabo-verdiano afirma não acompanhar de perto a situação na Guiné-Bissau e ao mesmo tempo aponta o dedo ao chefe do Estado guineense pela crise.

Durante a mesma conferência de imprensa, o porta-voz do governo guineense mencionou as altercações ocorridas na Quarta-feira na sede do PAIGC em Bissau e considerou que se tratou de um acto isolado entre os militantes daquela formação política. Referindo-se, por outro lado, à perspectiva das eleições legislativas previstas para 2018, Fernando Vaz anunciou que o governo guineense já disponibilizou verbas para a actualização dos cadernos eleitorais. Mais pormenores com Mussa Baldé.

Mussa Baldé, correspondente da RFI em Bissau 20/10/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.