Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Ministério Público arquiva caso de alegado favorecimento da Tecnicil

media Olavo Correia, vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças de Cabo Verde governo.cv/index.php/elenco-governamental

A Procuradoria-geral da República de Cabo Verde mandou arquivar o processo sobre aumento da taxa de direitos aduaneiros de produtos lácteos e sumos naturais por considerar que não existe conduta criminal, por parte do vice-primeiro ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia.

O processo tinha sido aberto pelo ministério público no intuito de averiguar o alegado favorecimento do ministro das Finanças ao grupo Tecnicil, na decorrência do aumento da taxa de direitos aduaneiros na importação de produtos lácteos e sumos naturais, aprovado no quadro do Orçamento de Estado de 2018.

Num comunicado, a Procuradoria-geral da República afirma que "após recolha e análise de um conjunto de elementos e documentos com relevância para apreciação do seguimento a dar às denúncias, o Ministério Público determinou o arquivamento do referido processo, por ter considerado que da factualidade denunciada e analisada inexiste conduta criminalmente tipificada e punível nos termos do ordenamento jurídico cabo-verdiano". Mais pormenores com Odair Santos.

Odair Santos, correspondente da RFI em Cabo Verde 21/04/2018 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.