Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Cabo Verde garante stock alimentar para mais de quatro meses

media Cabo Verde já utilizou 48% das verbas do plano de emergência para atenuar os efeitos da seca. Peter PARKS / AFP

O Governo de Cabo Verde garante que o país está bem em termos de reserva alimentar, com stock para mais de quatro meses.

O ministro da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde, Gilberto Silva, garante que o arquipélago tem um stock de alimentos básicos para mais de quatro meses. O anúncio foi feito pelo governante no final de uma visita aos silos do porto da Praia, gerido pela Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares, e outros armazéns privados, no âmbito da preparação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional que se realiza esta sexta-feira na cidade da Praia.

 “A nossa legislação fala de um mínimo três meses, mas vamos para 4,3 meses em média para os principais produtos, sendo que há produtos que chegam até sete meses de stock”, sublinhou Gilberto Silva, que acrescenta que estes dados significam que o país está “bem em termos de armazenamento dos alimentos básicos” e, por isso, “não há nenhuma razão de preocupação”.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, acrescentou, por seu lado, que o país já utilizou cerca de 48% das verbas disponibilizadas para o plano de emergência para atenuar os efeitos da seca e do mau ano agrícola.

Odair Santos, correspondente em Cabo Verde 15/06/2018 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.