Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Viagens para Cabo Verde mais baixas no novo aeroporto português

media O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura do acordo sobre o modelo de financiamento da expansão aeroportuária da zona de Lisboa entre o Estado e a ANA, 8 de Janeiro de 2019. Miguel A Lopes/Lusa

As viagens internacionais de Cabo Verde podem ver as suas taxas mais baixas no novo aeroporto da Grande Lisboa, previsto para o Montijo.

De acordo com o diário cabo-verdiano A Semana, os operadores económicos admitem que as viagens possam ser afectadas pela baixa nas taxas aeroportuárias anunciada por Lisboa.

O valor dos investimentos estima-se em 1.747 milhões de euros aplicados, durante o período da concessão, na edificação do novo aeroporto na base militar do Montijo, a sul de Lisboa, na outra margem do rio Tejo, e na expansão do actual aeroporto de Lisboa, localizado na Portela. Vão ser integralmente assumidos pela concessionária detida pelo grupo francês Vinci.

O desconto é aplicado para para atrair as companhias aéreas para operarem no aeroporto secundário de Lisboa. Para já, a Vinci, empresa francesa que detém a ANA na totalidade, indica apenas que há “várias” companhias interessadas em crescer na região de Lisboa através do Montijo, sem revelar quais.

Este novo modelo vai vigorar durante dez anos, entre 2023 e 2033, a ANA em simultâneo investirá na expansão do actual aeroporto e na construção do aeroporto do Montijo.

Esta terça-feira, na cerimónia de assinatura do acordo sobre o modelo de financiamento para a conversão base aérea do Montijo para uso civil, em 2022, o primeiro-ministro, António Costa, lembrou que o processo está ainda dependente das avaliações de impacto ambiental e que espera que esse estudo “seja favorável”, lamentando cinco décadas de atraso em relação ao arranque da obra.

Primeiro-ministro António Costa 09/01/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.