Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/04 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/04 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/04 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/04 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 21/04 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/04 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/04 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 21/04 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/04 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/04 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 21/04 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/04 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Cabo Verde

Cabo Verde: 24 óbitos por negligência hospitalar

media Imagem de Ilustração. Flickr/ RFI

Pelo menos 24 pessoas morreram por negligência nos hospitais do arquipélago, no entanto a tutela promete averiguar as causas destes óbitos.

O ministério da Saúde promete averiguar os alegados 24 óbitos ocorridos em Cabo Verde por negligência dos profissionais de saúde, como referiu a inspectora-geral de Saúde, Íris Vasconcelos de Matos durante uma audição parlamentar e depois da televisão pública ter divulgado o áudio, em que a inspectora-geral de Saúde afirma que em nove meses de função auditou "24 óbitos não esperados, por negligência dos profissionais de saúde".

Abordado pelos jornalistas, o director nacional de saúde, Artur Correia, afirma que o ministério da Saúde vai averiguar e tomar medidas.

Por outro lado, o director nacional de saúde reconheceu que ainda não há especialistas necessários em todas as ilhas, sobretudo nas mais periféricas como Brava, Maio, Boa Vista e São Nicolau.

Mais pormenores com o nosso correspondente Odair Santos.

Correspondência de Cabo Verde 09/03/2019 ouvir

Noutro teor estão marcadas para este sábado, 9 de Março, duas manifestações na ilha da Brava em protesto contra a morte, no sábado passado, de uma parturiente de 27 anos evacuada de barco para a Ilha do Fogo, porque apesar de uma gravidez sem risco, se registou uma paragem na progressão fetal, o que implica uma cesariana e não há cirurgião na ilha da Brava capaz de proceder à operação. A mulher acabou por falecer no barco para a ilha do Fogo.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.