Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 17/02 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/02 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/02 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 17/02 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/02 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/02 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 17/02 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/02 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/02 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 17/02 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/02 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/02 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Natalie Portman estreia como diretora no Festival de Cannes

media Natalie Portman e o marido, Benjamin Millepied, no tapete vermelho do Festival de Cannes AFP/JOE KLAMAR

A atriz israelense-americana Natalie Portman apresenta seu primeiro filme como diretora, "Uma História de Amor e Escuridão", no Festival de Cannes. O filme, baseado no romance de mesmo nome do autor israelense Amos Oz, será projetado na sexta-feira (15) fora de competição.

O livro de Oz retrata a sua infância em Jerusalém, durante os primeiros anos do Estado de Israel, e sua adolescência em Kibbutz Hulda. O filme, todo falado em hebreu, foca na problemática relação do escritor com sua mãe (interpretada por Portman), que se suicidou quando Oz tinha 12 anos.

A atriz decidiu dirigir "A Tale of Love and Darkness" oito anos atrás e, desde então, passou bastante tempo trabalhando na produção de US$ 4 milhões (cerca de R$ 12 milhões). Ela se encontrou pela primeira vez com Oz e sua mulher, Nily, no apartamento deles em Tel Aviv, quando convenceu o autor a deixá-la adaptar o livro para o cinema. Ela mesma é co-autora do roteiro.

Morando em Paris

A atriz nasceu em Israel e se mudou para os Estados Unidos aos 3 anos de idade. Casada com o francês Benjamin Millepied, diretor de dança da Ópera de Paris, Natalie mora em Paris desde o final do ano passado e agora se prepara para atuar em um filme realizado na França. Trata-se do drama "Planetarium", da diretora Rebecca Zlotowski, que também contará com a participação de Lily-Rose Depp, filha de Vanessa Paradis e Johnny Depp.

O filme, que se passa nos anos 1930, conta a história de duas irmãs que parecem ter uma capacidade sobrenatural de entrar em contato com fantasmas.

Portman já havia trabalhado com o diretor francês Luc Besson, no seu primeiro papel no cinema, no filme "O Profissional" (1994), gravado em Nova York.

Oscar e Globo de Ouro

Aos 33 anos, Natalie Portman ganhou o Globo de Ouro e o Oscar de melhor atriz em 2010 por sua magistral interpretação de uma bailarina esquizofrênica em "Cisne Negro". Foi durante as filmagens desse filme que ela conheceu Benjamin Millepied. A atriz é conhecida do grande público por seu papel como a rainha Amidala no filme "Star Wars".

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.