Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 28/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 28/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 28/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 28/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

França revê para baixo sua previsão de crescimento em 2013

media O ministro francês das Finanças Pierre Moscovici anunciou um crescimento abaixo do previsto. REUTERS/Robert Pratta

O ministro francês das Finanças, Pierre Moscovici, anunciou nesse sábado, 10 de agosto, que a França terá um crescimento abaixo do previsto este ano. Mas o representante do governo considera que apesar de uma estimativa de evolução entre -0,1% e +0,1%, o país saiu da recessão. Os analistas já avisaram que a performance esperada é insuficiente.

Se até a semana passada o governo francês apostava em um modesto índice de crescimento (+0,1%), as declarações do ministro das Finanças Pierre Moscovici mostraram que o país ainda terá dias difíceis pela frente. Segundo as últimas previsões, o Produto Interno Bruto (PIB) da França deve evoluir entre -0,1% e +0,1% este ano.

Apesar dessa estatística, Moscovici continua positivo. “A economia francesa saiu da recessão e começa uma retomada que deve ser sustentável, cada vez mais forte, e geradora de empregos”, disse o ministro em entrevista ao jornal Nice Matin. Para ele, após dois trimestres de crescimento negativo, “o mais importante é que a tendência foi invertida”. O representante do governo também acredita que 2014 será “a primeira vez em três anos que haverá um verdadeiro crescimento”.

No entanto, o otimismo no ministro não parece contagiar os especialistas. Vários economistas já haviam alertado que até mesmo um crescimento de 0,1% não seria suficiente para melhorar as contas do país. Além disso, o Fundo Monetário Internacional (FMI) ressaltou que a França deve acelerar reformas estruturais, pois sua retomada econômica ainda é “hesitante”. O fundo prevê que Paris deve terminar 2013 com um déficit de 3,9% do PIB, contra os 4,8% registrados em 2012.


 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.