Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Urgente
Morte na Arábia Saudita de Ben Ali, antigo presidente tunisino
Artigo

Copiloto deveria estar em licença médica no dia do acidente da Germanwings

media Andreas Lubitz, 28 anos, corria maratonas. REUTERS/Foto-Team-Mueller

O copiloto Andreas Lubitz, suspeito de ter derrubado voluntariamente o Airbus A320 da Germanwings, escondeu da companhia aérea que estava em licença médica no dia do acidente. O Ministério Público de Dusseldorf informou que os investigadores alemães encontraram papéis do atestado rasgados na casa dele.

O período no qual o copiloto não deveria estar trabalhando compreende a data da tragédia, ocorrida na terça-feira (24). Em um comunicado, a procuradoria alemã não especifica a razão da licença médica, ou seja, de que doença ele sofria para ser considerado incapacitado para exercer as atividades profissionais. Os atestados mencionam “uma doença existente e tratamentos médicos correspondentes”.

O comunicado diz que os documentos “reforçam a tese” segundo a qual Andréas Lubitz, de 28 anos, “escondeu a doença do seu empregador e de seu ambiente profissional”. A procuradoria afirma que nenhuma carta de despedida que indicasse um ato premeditado foi encontrada no apartamento de Lubitz ou na casa dos pais dele, onde o jovem também morava.

Depressão durante o curso

Nesta sexta-feira (27), a imprensa alemã revelou que o copiloto, apresentado como praticante de esportes e “muito competente” pelas pessoas que o conheciam, teve uma grave depressão na época do curso para se tornar piloto. O transtorno, ocorrido há seis anos, o levou a interromper o treinamento durante vários meses.

Em 2010, Lubitz retomou o curso e, um ano depois, foi considerado apto a voar. A contratação dele pelo grupo Lufthansa ocorreu em 2013. De acordo com a imprensa alemã, a companhia sabia dos problemas psiquiátricos de Andreas Lubitz. Nesta quinta-feira (26), em coletiva de imprensa, o presidente da Lufthansa, Carsten Spohr, não explicou as razões do afastamento temporário do piloto, dizendo que era uma situação frequente na profissão.

O Airbus A320 caiu na manhã de terça-feira entre Dignes-les-Bains e Barcelonette, nos Alpes franceses. O voo ia de Barcelona, na Espanha, para Dusseldorf, na Alemanha. A tragédia matou todos os 150 ocupantes da aeronave.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.