Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 26/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 26/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 26/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 26/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

Confira a estreia dos candidatos às eleições francesas na propaganda eleitoral

media Os 10 candidatos às eleições presidenciais francesas têm direito ao mesmo tempo de exposição em rádio e televisão. RFI

A campanha eleitoral para as eleições presidenciais francesas já acontece há meses, mas somente ontem, a duas semanas do primeiro turno, foi dada a largada para a propaganda eleitoral dos 10 candidatos em rede de rádio e televisão. Nem todos adotaram slogans de campanha, enquanto que os estilos adotados pelos dois favoritos para passar para o segundo turno – o atual presidente, Nicolas Sarkozy, e o socialista François Hollande – foram bem diferentes.

Sarkozy preferiu um tom sério e sóbrio: conservador, ele exaltou os valores “do trabalho e do mérito”. “Aquele que trabalha deve sempre ganhar mais do que quem não trabalha”, afirmou, pregando o fim do “assistencialismo”. O clip se focou no presidente, mas algumas imagens de comícios também foram selecionadas. “Eu preciso de vocês”, pediu Sarkozy, sob o slogan “A França forte”.

Já o socialista Hollande, que aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenções de voto para o primeiro turno, mas que deve vencer a eleição no segundo, apostou em imagens de comícios, de franceses das mais diversas origens e idades, e de classes populares. Ao fundo, o clip reproduz discursos inflamados do candidato, clamando pela “França da igualdade” e reforçando as palavras “justiça” e “esperança”. O slogan de Hollande, “A mudança é agora”, é enfatizado no final do vídeo.

Clique aqui para assistir todos os vídeos

O candidato da extrema-esquerda, Jean-Luc Mélanchon, pede pela “repartição das riquezas do país”, “duas vezes maiores” hoje do que em 1981, apesar do empobrecimento da população neste período. O candidato defende o aumento do salário mínimo para 1700 euros por mês e a aplicação de um salário máximo nas empresas – no valor de 20 vezes mais do que o salário mais baixo. As imagens retratam os militantes da Frente de Esquerda e franceses anônimos, sob o slogan “Tome o poder”.

Já a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, optou por não falar dos seus temas prediletos neste primeiro programa, exibido ontem. Le Pen deixou de lado a imigração e a segurança e preferiu exaltar o seu “amor pela França” – seu slogan é “Sim, a França”. A candidata defende que a bandeira nacional seja hasteada em todos os prédios públicos. Também criticou Sarkozy, que segundo ela é “o presidente da desesperança de compra”, em um trocadilho com “o presidente do poder de compra”, antigo jargão do governante.

Enquanto isso, o centrista François Bayrou prometeu lutar para diminuir a dívida pública da França e promover uma “caça ao desperdício”, sob um fundo de nuvens e cantos de pássaros. Também imagens do candidato sorridente e apertando a mão de eleitores se intercalam com outras em que ele anuncia promessas para fazer “um país unido, a quem ninguém resiste”.

Embora tenham menos de 2% de intenções de voto, os demais candidatos – a ecologista Eva Joly, a comunista Nathalie Arthaud, o anticapitalista Philippe Poutou, o conservador Jacques Cheminade e o republicano Nicolas Dupont-Aignan – também tiveram o mesmo tempo de exposição que os demais candidatos, em respeito à legislação eleitoral francesa. No total, até o dia 21 de abril, véspera do primeiro turno, todos os 10 pretendentes ao Palácio do Eliseu terão exatamente 43 minutos de difusão de propaganda eleitoral, qualquer que seja a representação de seus partidos no Parlamento.

Para cumprir essa distribuição do tempo, os clips têm 10 edições em versão curta, de 1min10s, e oito longas, de 3min30s, cujas exibições se intercalam. A ordem em que as produções vão ar foi sorteada.

 

 

*Clique aqui para saber mais sobre os candidatos e regras das eleições presidenciais francesas e confira os bastidores da campanha  na galeria de imagens.
* Não deixe de navegar pela série de matérias especiais e programas, aqui!
*Acompanhe o facebook da RFI Brasil, clicando aqui.
*Se você prefere o twitter, clique aqui.

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.