Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 27/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 02/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 27/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 02/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 27/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 02/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 27/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 02/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Greve ameaça lançamento do iPhone 5 na França

media A venda do iPhone 5 é esperada por milhares de fãs da Apple no mundo todo. REUTERS/Beck Diefenbach

Um movimento social dos funcionários das lojas da Apple na França pode ameaçar o lançamento, nessa sexta-feira, do iPhone 5. Há dias os sindicatos exigem melhores salários e mudanças nas condições de trabalho. Os fãs da marca já esperavam o início das vendas na noite dessa quinta-feira.

A festa da chegada do iPhone 5 na França pode ficar para a história. Os funcionários das lojas da gigante da informática no país convocaram uma greve para essa sexta-feira que pode atrapalhar a tão aguardada comercialização do novo telefone da marca, prevista para o mesmo dia.

Os representantes sindicais, que tentam negociar há dias com a empresa para obter melhores condições de trabalho, estão dispostos a tudo para mostrar sua insatisfação. O sindicato SUD, que reúne 25% dos cerca de mil empregados do país, promete uma paralização total. Já a CFTC, força sindical majoritária, preferiu apenas protestar com o porte de braceletes pelos funcionários.

No entanto, os grevistas não acreditam que a mobilização vá prejudicar muito o lançamento do iPhone 5 na França. “O que nós queremos que a direção entenda é que não somos maldosos, mas que não estamos contentes”, disse Thomas Bordage, responsável do sindicato SUD que reivindica, entre outras coisas, o direito de tickets restaurante e 13° salários aos empregados.

Enquanto isso a mobilização social não parece preocupar os clientes. Na tarde desta quinta-feira dezenas de pessoas já acampavam na porta das lojas da Apple em Paris esperando o início das vendas, prevista para as 8h da manhã, no horário local. 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.