Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Urgente
Morte na Arábia Saudita de Ben Ali, antigo presidente tunisino
França

Direita é a grande vitoriosa nas eleições departamentais francesas

media Sarkozy comemora a vitória do seu partido (UMP) nas eleições departamentais REUTERS/Christian Hartmann

A dois anos das eleições presidenciais francesas, a oposição de direita foi a grande vitoriosa neste domingo no segundo turno das eleições departamentais do país. O partido UMP, do ex-presidente Nicolas Sarkozy, e seus aliados de centro (UDI) governarão entre 65 e 71 departamentos, de um total de 101, segundo pesquisas de boca-de-urna dos institutos Ipsos e CSA. O Partido Socialista, do presidente François Hollande, sofreu uma severa derrota e vai ficar com entre 27 e 31 departamentos.

Já o partido de extrema-direita Frente Nacional, liderado por Marine Le Pen, não ganhou em nenhum departamento. Antes das eleições, o partido socialista comandava 61 departamentos e agora deverá ficar com a metade.

Franco retrocesso

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, reconheceu neste domingo a ampla vitória conseguida pela direita e o "franco retrocesso" das forças de esquerda. Em sua primeira declaração após a divulgação das projeções de voto, Valls admitiu que o triunfo da direita foi "incontestável".

O premiê também disse que seus pedidos à "mobilização republicana" contra a ascensão da Frente Nacional "foram ouvidos pelos franceses". Já o ex-presidente Sarkozy afirmou que os resultados são uma "rejeição massiva às políticas de Hollande e do seu governo".

O índice de abstenção no segundo turno ficou em 50,5%. A taxa é ligeiramente superior àquela do primeiro turno, de 49,83%.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.