Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

Austrália escolhe França em contrato de 34 mil milhões de euros

media Submarino nuclear francês JEAN-PAUL BARBIER / AFP

A França venceu o concurso público para conceber 12 submarinos de propulsão nuclear para a marinha australiana, um contrato de 34 mil milhões de euros, que deverá criar milhares de empregos nos dois países.

Ao concurso público para este megacontrato de 34 mil milhões de euros concorriam igualmente a Alemanha e o Jaão, mas o governo australiano escolheu o grupo francês DNCS - Direcção das Construções Navais Sistemas e Serviços, peça chave da potência militar francesa, (mesmo se o estado cedeu nos últimos anos mais de um terço do capital à empresa privada Thales).

A DNCS vai assim ocupar-se da manutenção operacional, formação de tripulações e concepção de 12 submarinos nucleares de ataque híbridos - diesel, eléctrico - 10 dentre eles serão construídos na Austrália.

As negociações só deverão terminar em finais de 2016 ou inicio de 2017 e o ministério francês da defesa recusou precisar que percentagem dos 34 mil milhões de euros caberá aos industriais franceses.

O primeiro ministro francês Manuel Valls considera que esta é a "prova que a França é capaz - de novo - de demonstrar o que vale...vai criar milhares de empregos e é uma boa notícia para a balança comercial externa".

Manuel Valls, primeiro-ministro francês 26/04/2016 ouvir

A DNCS vai ocupar-se do "apoio no design, concepção, produção, manutenção operacional e construção das infraestruturas necessárias para a frota australiana" afirma a directora geral adjunta da DCNS Marie Pierre de Baillincourt, que admite que "a grande maioria desses submarinos será construída na Austrália...com apoio da DNCS, e estimanos que cerca de 4 mil pessoas serão envolvidas neste programa no seio da DNCS e dos nossos parceiros industriais".
 

Marie Pierre de Baillancourt, directora adjunta DCNS 26/04/2016 ouvir

De salientar que a Austrália tem eleições antecipadas marcadas para 2 de Julho e os submarinos serão construídos no estado da Austrália Meriodional, criando milhares de empregos numa região que é crucial para a vitória do Partido Liberal do primeiro ministro Malcolm Turnbull, a França por sua vez está também em pré-campanha eleitoral com em pano de fundo as eleições presidenciais de 2017.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.