Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/04 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 28/04 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/04 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/04 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/04 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 28/04 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/04 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/04 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/04 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 28/04 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/04 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/04 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/04 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 28/04 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/04 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 28/04 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

França: sequestro numa igreja termina com a morte de padre

media Polícia francês perante a Câmara municipal de Saint-Etienne-du-Rouvray, 26 de Julho de 2016. REUTERS/Pascal Rossignol

Um padre morreu esta manhã durante um sequestro levado a cabo por dois homens armados numa igreja perto de Rouen, norte da França. Os dois atacantes foram abatidos pelas autoridades. 5 pessoas tinham sido feitas reféns dentro da igreja.

Um dos outros cinco reféns terá ficado gravemente ferido.

O padre que morreu terá sido degolado no local.

Os agressores teriam entrado na igreja munidos de navalhas.

O presidente da república, originário de Rouen, principal cidade de Seine Maritime, norte da França, deslocou-se ao terreno tendo atribuído a origem do ocorrido ao autoproclamado Estado Islâmico.

François Hollande afirmou que a França está perante um novo momento difícil. "A ameaça mantém-se muito elevada. O Daech (Estado Islâmico) declarou-nos a guerra". "O que querem fazer estes terroristas é dividir-nos, devemo-nos manter em coesão, num conjunto, num bloco que ninguém deve dividir."

O chefe de Estado afirmou-se solidário com os católicos e acrescentou que receberia esta noite Monsenhor Lebrun, arcebispo de Rouen. Na manhã de quarta-feira o presidente vai reunir a Conferência dos representantes dos cultos.

Este sequestro coincide com a abertura em Cracóvia, na Polónia, das Jornadas mundiais da juventude, fórum que reúne em torno do Papa cerca de um milhão de peregrinos católicos.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.