Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 16/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

Louvre: Presidente francês fala em "acto de cariz terrorista"

media Rua do Rivoli, em frente ao Museu do Louvre, em Paris. 3 de Fevereiro de 2017. RFI/Carina Branco

O presidente francês, François Hollande, afirmou que o ataque de hoje na galeria comercial junto ao Museu do Louvre, em Paris, é “um acto cujo cariz terrorista não deixa dúvidas”. Esta manhã, um homem tentou agredir militares com uma catana.

O presidente francês, François Hollande, disse hoje que a operação de vigilância dos locais mais turísticos – a chamada Operação Sentinela – permitiu “impedir, sem dúvida, um acto cujo cariz terrorista não deixa dúvidas” e sublinhando que a ameaça de novos ataques continua. O primeiro-ministro, Bernard Cazeneuve, também denunciou um "ataque de cariz terrorista", ainda que tenha acautelado que “é preciso ser prudente”.

Esta manhã, às 10 horas locais, um homem tentou agredir militares com uma catana na galeria comercial junto ao Museu do Louvre e teria gritado "Deus é grande" em árabe. Após uma tentativa para o neutralizar com as mãos, “o militar mais próximo teria disparado para se defender da agressão”, de acordo com o chefe da polícia Michel Cadot. A meio da tarde, o indivíduo estava no bloco operatório e corria o risco de vida, de acordo com a agência de notícias AFP.

Um soldado foi ligeiramente ferido na cabeça mas “está bem” de acordo com o ministro da Defesa Jean-Yves Le Drian.

O alegado autor do ataque seria um egípcio, de 29 anos, que teria chegado a França num voo proveniente do Dubai, no final de Janeiro, mas a sua identidade não foi confirmada, segundo a AFP que cita fontes próximas do caso.

A França continua em estado de emergência depois de uma série de atentados iniciados a 7 de Janeiro de 2015 e que fizeram 238 mortos, alguns dos quais tinham como alvo militares ou polícias.

Museu do Louvre vai reabrir este sábado

A ministra da Cultura, Audrey Azoulay, anunciou que o Museu do Louvre vai reabrir este sábado. Hoje, ao longo do dia, foram muitos os turistas que passaram perto do Louvre, alguns sem saber que o museu tinha fechado depois de um ataque. Vários paravam para tirar fotografias ao aparato policial e mediático estacionado em frente ao museu. Outros comentavam que não ficaram surpresos com o novo ataque.


Oiça aqui a reportagem.

Reportagem 03/02/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.