Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 11/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 11/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 11/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 11/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

“Le Canard Enchâiné” contra-ataca

media Casal Fillon. 29/01/2017 REUTERS/Pascal Rossignol

O escândalo sobre os alegados “empregos fictícios” da esposa e dos filhos de François Fillon foi hoje alimentado por novas revelações do "Le Canard Enchaîné". Aos 900 mil euros como alegada assistente parlamentar do marido, somam-se 45.000 euros de compensações ligadas à suposta rescisão do trabalho de Penelope Fillon no Parlamento.

A actualidade francesa continua a ser abalada pela tempestade de revelações sobre François Fillon, candidato da direita às eleições presidenciais. O jornal "Le Canard Enchaîné" adianta que Penelope Fillon teve 16.000 euros de indemnização por rescisão de trabalho, em 2002, e 29.000 euros de bónus pagos pelo Parlamento francês, em 2013.

A mesma publicação tinha revelado que Penelope Fillon recebeu 900 mil euros como assistente parlamentar do marido, um emprego presumivelmente fictício, e que os filhos receberam 84.000 euros por terem alegadamente trabalhado para Fillon quando ainda eram estudantes.

Apesar da indignação generalizada e do abandono progressivo do candidato por alguns dos seus apoiantes, François Fillon continuou a campanha, pediu desculpa aos franceses e reconheceu o “erro” de ter empregado familiares.

Hoje, o candidato publicou, no jornal Ouest-France, uma carta aos franceses em que reitera o seu pedido de desculpas e diz-se alvo de uma campanha mediática “de uma violência espantosa”.

François Bayrou, presidente do partido de centro-direita, MODEM, denunciou, hoje, a influência do poder do dinheiro no caso "Penelopegate". Oiça aqui.

François Bayrou, MODEM 08/02/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.