Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Franceses foram os que mais gastaram em Portugal

Franceses foram os que mais gastaram em Portugal
 
Jean Pierre Pinheiro, director do Turismo de Portugal em França RFI/NeidyRibeiro

As receitas de turismo em Portugal aumentaram em 10,7% em 2016 face ao ano anterior, ultrapassando os 12600 milhões de euros. Segundo dados da Secretaria do Turismo Outubro, Novembro e Dezembro foram os meses que registaram maior subida e os franceses foram os que gastaram mais dinheiro em Portugal. Jean Pierre Pinheiro, director do Turismo de Portugal em França, explica as razões que fazem do país um caso de sucesso.


Sobre o mesmo assunto

  • Economias

    Relações Portugal/Angola aprofundam-se

    Saber mais

  • Economias

    As consequências do default moçambicano

    Saber mais

  • Economias

    Ano sombrio para a economia dos PALOP

    Saber mais

  • Economias

    Economia de Macau assente no turismo e jogo

    Saber mais

  • Cabo Verde desce no

    Cabo Verde desce no "campeonato" mundial do turismo

    Cabo Verde caiu cinco posições no “ranking” mundial de competitividade no turismo. A avaliação é do Fórum Económico Mundial e consta do Relatório de Competitividade em …

  • Guiné-Bissau

    Guiné-Bissau "não coopera" nas denúncias de branqueamento e financiamento do terrorismo

    Na Guiné-Bissau o GIABA - Grupo Intergovernamental de Acção contra o Branqueamento de Capitais e o Financiamento do Terrorismo na África Ocidental, um instrumento da …

  • Japão promete 20 mil milhões de dólares a África

    Japão promete 20 mil milhões de dólares a África

    Chega hoje ao fim a VII Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento Africano, em Yokohama.O Japão prometeu um investimento de 20 mil milhões de dólares …

  • "Lei de conteúdo local tem de atrair investimento"

    Em Moçambique, após sete anos de negociações, o governo e o sector privado alcançaram um entendimento para a proposta final da Lei do Conteúdo Local.O instrumento que …

  • Angola está à venda?

    Angola está à venda?

    Sonangol, Endiama, TAAG, bem como empresas financeiras, seguros, telecomunicações fazem parte das 195 empresas detidas ou participadas pelo Estado no programa de privatização …

  • Gás natural em Moçambique: as potencialidades e os riscos

    Gás natural em Moçambique: as potencialidades e os riscos

    Em Moçambique está lançada a primeira pedra para a construção do projecto de gás natural liquefeito, em Cabo Delgado, no norte do país.O presidente do país, Filipe Nyusi, …

  • FMI em São Tomé e Príncipe: rumo ao IVA?

    FMI em São Tomé e Príncipe: rumo ao IVA?

    O Fundo Monetário Internacional está de novo em São Tomé e Príncipepara se encontrar com os parlamentares da Assembleia Nacional e as  respectivas comissões especializadas.O …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.