Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Macron obtém maioria em eleições com forte abstenção

Por
Macron obtém maioria em eleições com forte abstenção
 
A República em Marcha, o partido do novo Presidente francês, Emmanuel Macron, adquiriu ontem a maioria absoluta na Assembleia Nacional, ao obter 350 deputados na segunda volta das eleições legislativas. REUTERS/Etienne Laurent/Pool

A República em Marcha, o partido do novo Presidente francês, Emmanuel Macron, adquiriu ontem a maioria absoluta na Assembleia Nacional, ao obter 350 deputados na segunda volta das eleições legislativas.

Já os dois partidos tradicionais encontram-se em maús lençóis. Os Republicanos, ainda que tenham ficado em segundo lugar, perdem cerca de 100 deputados relativamente a 2012.

Já o Partido Socialista, do seu lado, sofreu uma derrota histórica: com 32 assentos na Assembleia tem apenas um décimo dos deputados que teve na última legislatura. No entanto, as eleições legislativas ficaram sobretudo marcadas por uma abstenção histórica com 57,4% dos franceses a não se deslocarem às urnas.

A economista portuguesa Cristina Semblano, entrevistada por Marco Martins, considera que as pessoas que não foram votar irão criar uma verdadeira resistência a Emmanuel Macron, que pretende implementar medidas impopulares como a reforma da lei do trabalho.


Sobre o mesmo assunto

  • França

    O maremoto Macron não foi tão forte como se previa

    Saber mais

  • Convidado

    França: larga maioria do Partido do Presidente e centristas nas legislativas

    Saber mais

  • França

    Abstenção continua a ensombrar legislativas em França

    Saber mais

  • França

    Partido do Presidente Macron ganha 1.ª volta das legislativas

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.