Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/01 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/01 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/01 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/01 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/01 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/01 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/01 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/01 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

O Sopro de Tiago Rodrigues em Avignon

O Sopro de Tiago Rodrigues em Avignon
 
Sofia Dias (esq) e Cristina Vidal (dta) durante os ensaios da peça "Sopro" de Tiago Rodrigues BORIS HORVAT / AFP

A peça Sopro de Tiago Rodrigues estreou na sexta-feira passada em Avignon. Sala cheia para ver e ouvir a história de Cristina Vidal, a ponto do Teatro Nacional Dona Maria II.

Esta é a peça de quem ao longo de quase quarenta anos de teatro nunca saiu da sombra. Aqui, no Festival de Avignon, é Cristina Vidal que está no centro do palco.

No espaço do Cloître des Carmes, Tiago Rodrigues imaginou as ruínas de um teatro, Cristina Vidal, que passou quatro décadas a salvar os actores de falhas de memória, é, aqui, nestes claustros a memória de um teatro. O espectáculo tem ainda interpretação de Beatriz Brás, Isabel Abreu, João Pedro Vaz, Sofia Dias e Vítor Roriz.

Esta é a segunda participação de Tiago Rodrigues no Festival de Avignon, porém a primeira com uma estreia no certame. Em 2015, apresentou “António e Cleópatra”.

As nove récitas de Sopro que integra a programação oficial do festival já se encontram esgotadas.

A 71ª edição do Festival de Avignon, França, começou a 7 de Julho e decorre até ao dia 30 de Julho.

  • Nova peça de Abdulai Sila estreia Sábado em Bissau

    Nova peça de Abdulai Sila estreia Sábado em Bissau

    No próximo Sábado, estreia em Bissau, no Centro Cultural Francês a peça de teatro "Kangalutas" da autoria do escritor guineense Abdulai …

  • Hugo Costa, estilista activista

    Hugo Costa, estilista activista

    Hugo Costa participou pela sexta vez consecutiva na Paris Fashion Week Menswear, na capital francesa. É o primeiro designer português a integrar um calendário …

  • Lyzza: dança como ponto de encontro de culturas

    Lyzza: dança como ponto de encontro de culturas

    Nesta edição de artes vamos conversar com a disc-jokey,cantora e pianista brasileira residente na Holanda, Lyzza, uma das atracções da edição …

  • Mulatu Astatke, o conhecimento e o mundo no Ethio Jazz

    Mulatu Astatke, o conhecimento e o mundo no Ethio Jazz

    Mulatu Astatke, considerado como o pai do Ethio Jazz, está a realizar uma digressão mundial que assinala o nascimento do estilo musical que serviu de fonte …

  • Romeu di Lurdis filma em Paris

    Romeu di Lurdis filma em Paris

    Romeu di Lurdis, cantor e compositor cabo-verdiano, esteve hoje nos estúdios da RFI para promover o seu primeiro trabalho "Amoransa" e para falar do …

  • Dicionário para aproximar França de Cabo Verde

    Dicionário para aproximar França de Cabo Verde

    O cabo-verdiano José Moreno Brito, empresário na construção civil em Paris, lançou um dicionário francês/crioulo/português …

  • Macau tem única livraria lusófona

    Macau tem única livraria lusófona

    Filipa Didier gere a Livraria Portuguesa de Macau, espaço englobando também uma galeria de arte e um café, no coração desta agora região …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.