Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 24/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 24/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 24/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 24/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Urgente
Angola empatou a 1 bola com a Tunísia na sua estreia no CAN
França

França homenageou padre assassinado há um ano

media A irmã do padre Jacques Hamel, rodeada de personalidades incluindo o presidente francês e o arcebispo de Rouen, inaugura a 26 de Julho de 2017 monumento em homenagem ao clérigo assassinado em Saint Etienne du Rouvray em 2016. AFP

A França homenageou esta manhã o padre Jacques Hamel degolado em plena missa na Normandia, há precisamente um ano, por dois extremistas islâmicos. O presidente da república Emmanuel Macron inaugurou um monumento no adro da igreja de Saint Etienne du Rouvray onde ele foi assassinado.

Uma missa solene teve lugar na igreja de Saint Etienne du Rouvray, no local onde onde foi martirizado o padre católico há precisamente um ano no norte da França por dois extremistas islâmicos de dezanove anos.

O acto foi presidido pelo Arcebispo de Rouen, Monsenhor Dominique Lebrun, na presença do presidente Emmanuel Macron, do primeiro-ministro Edouard Philippe, do ministro da administração interna, Gérard Collomb, entre outras indididualidades.

A missa terminou com o arcebispo a colocar um ramo de flores junto da estátua de Nossa Senhora de Fátima, cujo terço fora atirado para o chão pelos terroristas no atentado.

Na altura, em plena missa matinal perante um pequeno grupo de fiéis de menos de dez pessoas, o clérigo idoso fora obrigado a ajoelhar-se no altar antes de ser degolado pelos terroristas.

Um paroquiano ficou, na altura, ferido com gravidade.

As últimas palavras do padre católico de mais de oitenta anos foram "Vai-te embora Satanás" !

Uma freira que estava no local acabou por conseguir deixar a igreja e deu o alerta com as forças da ordem a cercarem o templo e a abaterem no local os terroristas.

Tratou-se de um martírio de um clérigo inédito na Europa há séculos, facto que consternou a França.

O Papa Francisco apostou na beatificação do padre Jacques Hamel, em curso neste momento, com o seu túmulo no Cemitério de Bonsecours, em Rouen, a ter-se tornado um importante local de peregrinação de pessoas que fazem questão em lhe prestar homenagem.

Após a missa foi inaugurado um monumento no adro da igreja de Saint Etienne du Rouvray contendo os artigos da Declaração universal dos direitos do homem, com silhuetas de perfis incluindo a do clérigo assassinado.

Um monumento inaugurado pelo chefe de Estado, pelo arcebispo de Rouen, mas também na presença da irmã do padre assassinado.

Tomaram a palavra esta manhã na homenagem várias individualidades.

Emmanuel Macron, o chefe de Estado, alegou que os assassinos do padre Hamel fracassaram na sua vontade em exacerbar o medo dos franceses bem como na sede de represálias.

"No âmago das nossas leis e dos nossos códigos moldados pela História há uma parte que não é negociável, uma parte sobre a qual não se levanta a mão, uma parte e atrevo-me a dizer a palavra, sagrada. Esta parte é a vida de outrém", acrescentou o presidente francês.

Confira aqui um excerto traduzido da alocução do presidente francês.

Emmanuel Macron, presidente francês 26/07/2017 ouvir

A RFI entrevistou Francisco Barrros, residente em Saint Etienne du Rouvray, que testemunha o estado de espírito que se vive na localidade um ano após os acontecimentos.

Francisco Barros, residente em Saint-Étienne-du-Rouvray 26/07/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.