Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/04 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/04 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/04 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/04 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/04 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/04 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/04 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/04 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/04 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/04 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/04 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/04 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

França: Migrantes vão beneficiar de centros de acolhimento

media Imagem de Ilustração. Reuters/Pascal Rossignol

Em França o ministro do Interior, Gérard Collomb, apresentou várias medidas para assegurar melhores condições de acolhimento para os migrantes em Calais, no Norte do país.

O Conselho de Estado vai oferecer ajudas aos migrantes em Calais. Agora o ministro do Interior anunciou, entre outras medidas, a criação de dois centros de acolhimento nos arredores daquela cidade do Norte da França. De referir que Calais acolhia neste momento entre 400 a 700 migrantes, segundo uma estimativa realizada pelo Conselho de Estado.

Os centros de acolhimento, que vão estar situados nas cidades de Troisvaux e de Bailleul, deverão abrir as portas daqui dez dias, mas não vão poder acolher todos os migrantes visto que têm uma capacidade de 300 lugares.

Gérard Collomb anunciou também que vai haver duches e casas de banho para os migrantes, admitindo que a higiene tem sido um dos principais problemas, com o desenvolvimento de doenças nesses bairros da lata.

Por fim o Ministro do Interior decidiu abrir um inquérito sobre as condições de intervenção das forças da ordem, que a organização não-governamental Human Right Watch acusou de uso excessivo da violência com utilização de gás pimenta.

Ouça a Crónica sobre os Migrantes de Calais.

Crónica de Marco Martins 31/07/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.