Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

Novo filme de Laurence Ferreira Barbosa estreou em França

media Imagem do filme "Todos os Sonhos do Mundo" Alfama Films

Estreou esta quarta-feira, em França, a sexta longa-metragem da realizadora francesa Laurence Ferreira Barbosa. No filme, a cineasta conta a história de uma lusodescendente que tenta emancipar-se da cultura dos pais emigrantes.

"Todos os Sonhos do Mundo" conta a história de Paméla, uma jovem portuguesa nascida em França, que se encontra dividida entre o amor incondicional aos pais e a Portugal e a vontade de forjar o seu próprio caminho.

O filme é produzido por Paulo Branco - como todas as suas longas-metragens - e recorre a actores não profissionais, como a protagonista do filme que conheceu quando foi apresentar o seu projecto a uma escola e que a inspirou para a escrita da personagem Paméla.

Laurence Ferreira Barbosa, Cineasta 19/10/2017 ouvir

Laurence Ferreira Barbosa, de 59 anos, tem feito um percurso singular e reconhecido no cinema de autor francês, tendo revelado a actriz Valeria Bruni Tedeschi e trabalhado com nomes como Isabelle Huppert e Jeanne Balibar.

A primeira curta, "Paris - Ficelle" obteve o prémio especial do júri no Festival de Belfort em 1983, tendo-se seguido "Adèle Frelon est-elle là?" que ganhou o Grande Prémio no Festival de Curtas-Metragens de Clermont-Ferrand, em 1986, e "Sur les tálus", nomeado para um César de Melhor Curta-Metragem, em 1987.

Em 1994, "As pessoas normais não têm nada de especial" recebeu uma menção especial do Prémio do Júri Ecuménico no Festival de Locarno, foi nomeado para um César de melhor primeira obra e valeu à actriz Valeria Bruni Tedeschi o César de Melhor Esperança Feminina.

A segunda longa-metragem, "Detesto o Amor" foi seleccionada para a secção "Cinémas en France" - antecessora da Quinzena dos Realizadores - no Festival de Cannes em 1997, sendo protagonizada por Jeanne Balibar, a actriz do documentário "Ne Change Rien" de Pedro Costa (2010) e do ‘biopic' "Barbara" de Mathieu Amalric, atualmente nos cinemas franceses.

Em "A Vida Moderna" (1999), Laurence Ferreira Barbosa dirigiu Isabelle Huppert e "foi como ter um Stradivarius nas mãos", com a conhecida actriz francesa a mostrar "respeito e total confiança" no trabalho da realizadora.

Laurence Ferreira Barbosa fez, ainda, "Ordo", que esteve na competição internacional no Festival de Locarno em 2004 e "Ou morro, ou fico melhor" (2008).

A cineasta também coassinou o documentário "Volta à Terra", de João Pedro Plácido, que passou na mostra da associação de cinéfilos ACID do Festival de Cannes em 2015, obteve o prémio Escolas/IADE para melhor longa-metragem da competição portuguesa no Doclisboa em 2014, o prémio Ulysse do documentário e o Prémio Estudante no festival de cinema de Montpellier Cinemed, assim como o Prémio Gold Hugo do Chicago Film Festival em 2015.

Laurence Ferreira Barbosa já terminou de escrever a próxima longa-metragem, "Où Niche l'Hibou" ("Onde mora o mocho"), uma comédia que vai ser produzida também pela Alfama Films de Paulo Branco e cujo início vai ter cenas rodadas em Portugal.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.