Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

França: Presidente apela a que se ouçam os povos

media O presidente Emmanuel Macron no Parlamento europeu, a 17 de Abril de 2018 em Estrasburgo. REUTERS/Vincent Kessler

O presidente francês dirigiu-se nesta terça aos eurodeputados no Parlamento europeu de Estrasburgo. Pela primeira vez neste fórum Emmanuel Macron apelou que se "ouça a fúria dos povos". O chefe de Estado da França abordou, nomeadamente, a questão migratória com que o velho continente é confrontado ou os ataques na Síria.

Não só de Europa rezava a intervenção de Macron: o presidente francês que há seis meses na universidade parisiense de Sorbonne evocara a necessidade de reforçar o velho continente.

Os ataques, incluindo franceses, contra alvos sírios há menos de uma semana a despeito de supostos ataques químicos da parte do regime de Damasco, acabaram por vir à ribalta.

Vários chefes de grupos, nomeadamente da extrema direita, criticaram a fundamentação dos ataques, levados a cabo com os Estados Unidos e o Reino Unido.

Macron reagiu alegando não se resignar a que o campo do direito se tenha tornado no campo do fraco e afirmou não ser possível ficar inactivo perante os ataques químicos, já descartados por Damasco.

No plano europeu o presidente francês sublinhou a necessidade de um programa europeu para financiar as estruturas locais que acolhem refugiados.

A contestação em França da reforma da companhia ferroviária ou ainda as expulsões pela polícia da zona ocupada por contestários do projecto abortado de aeroporto perto de Nantes acabaram, também, por ser abordados no hemiciclo de Estrasburgo.

Emmanuel Macron referiu-se nomedamente à questão dos populismos no velho continente.

Ouça aqui um extracto da sua intervenção.

Emmanuel Macron, presidente francês 17/04/2018 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.