Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Karl Toko Ekambi venceu Prémio "Marc-Vivien Foé" da RFI

media Karl Toko Ekambi, vencedor do Prémio Marc-Vivien Foé 2018. RFI / Pierre René-Worms

O prémio de melhor futebolista africano do campeonato francês, Prémio Marc-Vivien Foé, atribuído pela RFI, foi entregue ao avançado camaronês do Angers, Karl Toko Ekambi, sendo que o avançado cabo-verdiano Júlio Tavares terminou no sexto lugar.

A RFI (Rádio França Internacional) entregou esta segunda-feira 14 de Maio, o Prémio Marc-Vivien Foé, futebolista camaronês que morreu em campo em 2003.

O vencedor do troféu foi Karl Toko Ekambi, avançado do Angers, que durante esta temporada apontou 17 golos na Ligue 1. Pela primeira vez, desde que foi criado o prémio em 2009, um camaronês conseguiu conquistar este título.

Karl Toko-Ekambi estava orgulhoso com a conquista deste troféu: "Sou africano, sou camaronês, e este é o prémio Marc Vivien Foé, que também era camaronês. Tenho um enorme orgulho em vencer este prémio à frente de futebolistas que actuam em grandes clubes franceses. Acho que é a minha melhor temporada em termos estatísticos e também na regularidade. Foi uma boa temporada na primeira divisão, é necessário relembrar que anteriormente actuei no terceiro e no segundo escalão do futebol francês, então acredito que foi a minha melhor época até agora. Acho que é o bom momento para sair do Angers, fiz duas temporadas aqui, duas épocas incríveis, foram aventuras extraordinárias, mas agora acho que quero tentar a minha sorte num nível superior na Europa, quer seja em França ou no estrangeiro".

Ouça aqui o avançado do Angers.

Karl Toko Ekambi, avançado camaronês do Angers 14/05/2018 ouvir

De notar que um único representante lusófono esteve presente na votação deste ano, Júlio Tavares, avançado cabo-verdiano do Dijon, que terminou no sexto lugar.

Prémio Marc-Vivien Foé 2018:

1. Karl Toko Ekambi (Camarões/Angers SCO) 264 pontos
2. Wahbi Khazri (Tunísia/Rennes) 165
3. Bertrand Traoré (Burkina Faso/Lyon) 61
4. Gaël Kakuta (RD Congo/Amiens) 38
5. André-Frank Zambo Anguissa (Camarões/Marselha) 24
6. Júlio Tavares (Cabo Verde/Dijon) 16
7. Keita Baldé Diao (Senegal/Mónaco) 13
8. Moussa Konaté (Senegal/Amiens) 11
9. Jean Michaël Seri (Costa do Marfim/Nice) 8
10. Matthieu Dossevi (Togo/Metz) 7
11. Max-Alain Gradel (Costa do Marfim/Toulouse) 5
12. Nicolas Pépé (Costa do Marfim/Lille) 3
13. Hamari Traoré (Mali/Rennes) 0

Prémio Marc-Vivien Foé 2018 / Palmarés:

2009*: Marouane Chamakh (Bordéus/Marrocos)
2010*: Gervinho (Lille/Costa do Marfim)
2011: Gervinho (Lille/Costa do Marfim)
2012: Younès Belhanda (Montpellier/Marrocos)
2013: Pierre-Emerick Aubameyang (Saint-Etienne/Gabão)
2014: Vincent Enyeama (Lille/Nigéria)
2015: André Ayew (Marselha/Gana)
2016: Sofiane Boufal (Lille/Marrocos)
2017: Jean Mickaël Seri (Nice/Costa do Marfim)
2018: Karl Toko Ekambi (Angers SCO/Camarões)
* O prémio ainda não tinha a designação de Prémio Marc-Vivien Foé.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.