Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 16/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Vhils expõe “Fragmentos Urbanos” em Paris

Vhils expõe “Fragmentos Urbanos” em Paris
 
Vhils na exposição "Fragmentos Urbanos", no centro cultural Centquatre, em Paris. Carina Branco

Sucata transformada em arte, esculturas monumentais em esferovite, cartazes de rua convertidos em rostos e portas abandonadas montadas numa torre de Babel. Este é o mundo de Alexandre Farto, o artista que assina como Vhils, que humanizou o rosto das cidades e que as levou para dentro de museus. A exposição “Fragmentos Urbanos” está patente no centro cultural Centquatre, em Paris, até 29 de julho e ecoa com outra exposição do artista na galeria Danysz. 


Sobre o mesmo assunto

  • França

    Arte urbana “Made in Portugal” em destaque em Paris

    Saber mais

  • Artes

    Dupla portuguesa “Borderlovers” expõe em Paris

    Saber mais

  • Artes

    Museu efémero de arte urbana em Paris

    Saber mais

  • França / Portugal

    “Lusoscopia”: Nove galerias de Paris expõem 15 artistas portugueses

    Saber mais

  • Quais são os interesses comuns de Angola e da OPEP ?

    Quais são os interesses comuns de Angola e da OPEP ?

    O Secretário - geral da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP), Mohamed Sanuzi Barkindo, inicia hoje uma visita de trabalho …

  • A vida em Macau de irmão do líder norte-coreano

    A vida em Macau de irmão do líder norte-coreano

    Kim Jong nam, meio irmão do actual líder norte-coreano, era presença regular em Macau. Ele que foi assassinado no aeroporto da capital malaia, Kuala …

  • Rescaldo do Festival de Macau por Marco Martins

    Rescaldo do Festival de Macau por Marco Martins

    O realizador português Marco Martins participou no 3° Festival internacional de cinema de Macau que acaba de encerrar. Membro de um júri, Netpac, para …

  • "Coletes amarelos": e agora?

    A França encontra-se novamente em vésperas de uma nova mobilização dos "coletes amarelos" que ao longo das semanas foram acumulando …

  • Cinema, Macau e o mundo por Luís Urbano

    Cinema, Macau e o mundo por Luís Urbano

    O português Luís Urbano, dirige a produtora de cinema O Som e a fúria e é, pela segunda vez consecutiva, conselheiro internacional do Festival …

  • "Forúm de Doadores foi um sucesso"

    O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, esteve ontem, na sede do Banco Mundial em Paris, a chefiar a delegação cabo-verdiana no primeiro dia do Fórum …

  • Macron fala, mas não convence

    Macron fala, mas não convence

    O Presidente Emmanuel Macron apresentou ontem um pacote de medidas sociais em resposta ao movimento dos coletes amarelos. Com um discurso mais humilde o chefe de Estado …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.