Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Aquecimento do Planeta preocupa grupo de cientistas

Aquecimento do Planeta preocupa grupo de cientistas
 
Primeiras páginas dos jornais franceses de 8 de dezembro de 2018 RFI

As primeiras páginas estão dominadas pela questão do clima, mas destacam igualmente as eleições gerais nomeadamente presidenciais no Brasil.

Clima: uma última oportunidade para o planeta, titula, LE MONDE. Peritos internacionais do clima apresentaram, hoje, o seu novo relatório sobre a evolução do aquecimento da Terra.

Os cientistas do relatório consideram que ainda é possível conter a alta média das temperaturas sob o limiar fatídico de 1,5° C. Mas este objectivo só será atingido se forem implementadas medidas draconianas de redução de emissões de dióxido de carbono por todos os Estados até 2030, acrescenta, LE MONDE.

Clima, agora ou nunca, replica, LIBÉRATION, encomendado por ocasião da COP21 de Paris, o novo relatório do GIEC traça perspectivas alarmistas para o planeta, mesmo se já havia compromissos internacionais. Ficou estabelecido que o limite do aquecimento global devia ficar em 1,5° centígrados por 197 Estados, durante a COP21 de Paris, em 2015, sublinha, LIBÉRATION.

1,5° C, urgência face aos perigos, titula, L’HUMANITÉ. O grupo de peritos considera ser ainda possível limitar a subida da temperatura, com a condição de transformar radicalmente o sistema de produção.  Tudo tem de ser decidido nos próximos 10 anos, nota, L’HUMANITÉ.

Por seu lado, LA CROIX, titula, tutelas, reformar para melhor proteger. Uma proposta de lei analisada amanhã pelo Senado e um relatório visam melhor preservar os direitos fundamentais os idosos vulneráveis. É aqui que se decide a vida de adultos cuja autonomia é fragilizada pela velhice, doença psíquica ou precariedade social, acrescenta LA CROIX.

Mudando de assunto, Brasil: triunfo da extrema direita, é o segundo título do vespertino, LE MONDE. Jair Bolsonaro chegou largamente à frente na primeira volta da eleição presidencial de ontem com 46% dos votos. A sua campanha girou em torno da luta contra a insegurança, a corrupção e a promessa de autoridade e a nostalgia da ditatura militar.

Ele defrontará na segunda volta de 29 de outubro o candidato do Partido dos trabalhadores, Fernando Haddad, que tem dificuldades em sair da sombra de Lula, acrescenta, LE MONDE.

Populismos: a preocupante campanha europeia de Steve Bannon, titula, LE FIGARO. A estratégia eleitoral que ajudou Trump a conquistar a Casa Branca quer federar os partidos eurocépticos na batalha das eleições de primavera e 2019.

Convidado de honra do congresso da Frente Nacional, em Lille, em março último, Steve Banon visitou o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban e multiplicou encontros na Itália, país que ele vê como um modelo desde que é dirigido pelo Movimento 5 estrelas e a Liga.

Para federal as formações populistas, criou o seu clube, Movimento, em Bruxelas.  “O meu papel é dar a palavra a povos humildes”, afirma em entrevista ao FIGARO, Steve Bannon. É a nova Internacional, títiula do editorial do jornal LE FIGARO, que sublinha: O antigo guru de Trump modera esta Internacional populista europeia. Dos Estados Unidos, passando pelas Filipinas, Itália e Brasil, movimentos ditos populistas parecem varrer tudo por onde passam.

Ainda sobre os Estados Unidos, LIBÉRATION, pergunta quem tira proveito da nomeação de Kavanaugh, para as eleições intercalares de novembro? Apesar de agressões sexuais, foi confirmada pelo Senado, a nomeação do juiz Kavanaugh para o Supremo Tribunal.

Uma votação que vai pesar sobre as eleições intercalares. Kavanaaugh, 53 anos, foi acusado de agressão sexual, após a sua nomeação pelo presidente Donald Trump, confirmada no sábado pelo Senado, acrescenta, LIBÉRATION.

Enfim, sobre a África, LE MONDE, destaca, Camarões, a oposição quer ainda acreditar na mudança pelas urnas. O Presidente Paul Biya, que concorreu para um sétimo mandato, permanece largamente favorito após um dia de votação no domingo 7 de outubro, marcada pela abstenção e violência na parte ocidental anglófona do país, nota LE MONDE.


Sobre o mesmo assunto

  • Revista de Imprensa

    França de olhos postos em Bolsonaro

    Saber mais

  • Revista de Imprensa

    Ministro do Interior impõe demissão ao presidente Macron

    Saber mais

  • Revista de Imprensa

    Itália: luto e polémica após drama de Génova

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.