Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 24/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 24/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 24/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 24/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

Estrasburgo vítima de Terrorismo

media Mercado de Natal, Estrasburgo REUTERS/Vincent Kessler

Três mortos e treze feridos é o último balanço do ataque em Estrasburgo, afirmou o ministro francês do Interior. Christophe Castaner disse ainda que o principal suspeito do atentado era conhecido por delitos comuns e já tinha sido condenado em França e na Alemanha, país para onde pode ter fugido.

Em Estrasburgo continua a caça ao homem que ontem à noite abriu fogo no mercado de Natal. O principal suspeito é um homem de 29 anos, natural de Estrasburgo, e que estava classificado pelas autoridades com um ficheiro “S”.

Segundo o ministro francês do Interior, Christophe Castaner , o suspeito já tinha sido condenado por pequenos delitos em França e na Alemanha, país para onde pode ter fugido.

A França agravou o plano antiterrorismo "Vigipirate" para o nível mais alto, "Emergência de Atentado", e reforçou o dispositivo militar da operação "Sentinela", ativada desde os ataques em Paris em Novembro de 2015.

Entretanto a unidade de contraterrorismo do Ministério Público francês está a monitorizar a situação e já abriu uma investigação por homicídio e tentativa de homicídio relacionada com uma organização terrorista e por associação terrorista.

O último balanço das autoridades aponta para três mortos e treze feridos. 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.