Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 25/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 25/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 25/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 25/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

"Coração" de Joana Vasconcelos já bate em Paris

media "Coeur de Paris", obra de arte pública de Joana Vasconcelos em Paris. Cœur de Paris, 2018 | Joséphine Brueder/Ville de Paris

Paris vai inaugurar, esta quinta-feira, uma escultura da artista portuguesa Joana Vasconcelos. Trata-se de um coração vermelho em grande escala, feito de 4.000 azulejos, colocado em cima de um pedestal de quatro metros de altura, junto à estação de eléctrico Porte de Clignancourt.

A capital francesa escolheu o dia 14 de Fevereiro, conhecido como “Dia dos Namorados”, para inaugurar o “Coeur de Paris” [“Coração de Paris”] de Joana Vasconcelos.

A escultura integra um projecto de 24 obras de arte pública, encomendadas a diferentes artistas e instaladas ao longo da extensão da linha de eléctrico T3. Trata-se de uma iniciativa do município de Paris, em conjunto com a Fondation de France e o seu programa "Nouveaux commanditaires", que tem como objetivo envolver os cidadãos no desenvolvimento do território.

Joana Vasconcelos foi a artista escolhida por um grupo de residentes do 18.º bairro de Paris para criar um projeto na Porte de Clignancourt que representasse um símbolo universal.

"A artista respondeu com uma mensagem de amor, alegria e afecto sob a forma de um gigante coração giratório, constituído por 4000 azulejos produzidos e pintados à mão na centenária Viúva Lamego, cujas luzes simulam o bater do coração", adianta o comunicado de imprensa.

Para Joana Vasconcelos, trata-se de “uma honra muito grande” que confirma a importância que França tem tido na sua carreira.

Eu já fiz tantas coisas em França, mas principalmente Versailles foi uma coisa que me marcou imenso e que marcou a minha carreira para sempre. Para além do meu local de nascença, agora temos o Bon Marché e temos, ao mesmo tempo, a Porta de Clignancourt com o coração que é o “Coeur de Paris”. Sem dúvida que colocar uma obra de arte pública na cidade de Paris é uma honra muito grande. Será ligada à rede eléctrica e começará o coração a rodar e, através das luzes, a ter o batimento cardíaco”, contou.

Joana Vasconcelos 13/02/2019 ouvir

A inauguração, marcada para as 18h30 (hora local), contou com a presença do vereador da Cultura da Câmara de Paris, Christophe Girard, e com o presidente do 18.º bairro de Paris, Eric Lejoindre. Depois, há um baile popular.

Hermano Sanches Ruivo, vereador-executivo na Câmara Municipal de Paris, esteve presente na inauguração e explicou o porquê da escolha de uma obra de Joana Vasconcelos.

Hermano Sanches Ruivo, vereador executivo da Câmara Municipal de Paris 14/02/2019 ouvir

Joana Vasconcelos também vai inaugurar “este ano”, na cidade francesa de Nice, outra obra sua de arte pública.

Por outro lado, a artista também vai integrar, de 19 a 23 de fevereiro, a exposição Artistes à la Une, Togeth’Her, na Monnaie de Paris, com capas da revista Vogue Paris imaginadas por 33 artistas.

Até 24 de Março, Joana Vasconcelos tem também patente a instalação “Branco-Luz” no centro comercial parisiense Bon Marché.  Em exposição, uma nova “Valquíria” da artista, uma figura alegórica que faz parte do seu vocabulário plástico e que representa uma deusa guerreira capaz de devolver a vida a soldados caídos nos campos de batalha. Desta vez, a guerreira chama-se Simone e aparece vestida de branco, com dimensões monumentais a invadirem todo o espaço das galerias.

Nascida em França em 1971, Joana Vasconcelos foi a primeira mulher e a mais jovem artista a expor no Palácio de Versalhes, em 2012, depois de nomes como Jeff Koons, Xavier Veilhan e Takashi Murakami, tendo sido chamada “A Rainha de Versalhes” pela revista Madame Figaro.

Em 2013, expôs uma obra na mostra Miss Dior, no Grand Palais e foi uma das artistas escolhidas para a mostra "Women House" no museu La Monnaie de Paris, em 2017.

No ano passado, expôs no Hôtel des Arts de Toulon e no Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Estrasburgo.

Entre herança do ready-made e códigos da pop art e do novo realismo francês, Joana Vasconcelos descontextualiza e subverte objetos banais e transforma-os em enunciados plásticos de reflexões sobre o estatuto da mulher, da sociedade e da própria arte.

Pode ouvir aqui a entrevista de Joana Vasconcelos à RFI a 17 de Janeiro.

Joana Vasconcelos Vida em França 17/01/2019 13/02/2019 ouvir

Confira aqui em imagens a inauguração do "Coração de Paris" (Coeur de Paris) de Joana Vasconcelos.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.