Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

Presidente francês relativiza queixa climática

media Emmanuel macron em conferência de imprensa no Quénia a 13 de Março de 2019. REUTERS/Thomas Mukoya

O presidente francês conclui hoje no Quénia o seu périplo africano que teve como primeiras etapas Jibuti e Etiópia. Emmanuel Macron participou em Nairobi numa cimeira sobre o clima e contestou a queixa apresentada hoje junto da justiça francesa por uma série de organizações não governamentais acusando o Estado de nada fazer para lutar contra as mudanças climáticas.

Foram quatro as organizações não governamentais a formalizar uma queixa junto da justiça francesa: Greenpeace, Fundação Nicolas Hulot, Oxfam França e "Notre affaire à tous".

Todas denunciam uma acção tida como insuficiente para lutar contra as alterações climáticas.

Um abaixo assinado de dois milhões de assinaturas corrobora a iniciativa.

Após o Paquistão, a Colômbia ou os Países Baixos (Holanda) a França é, agora, alvo de uma acção judicial neste âmbito.

Quem discorda do cabimento da mesma é o chefe de Estado francês. Emmanuel Macron que concluía a sua visita a África com uma etapa queniana incluindo a sua participação na cimeira ecológica "One Planet summit".

"Não vejo qual o cabimento desta queixa. Não me parece que haja uma saída jurídica neste caso.

Não é nos tribunais que isto se resolve, eu não enveredo por este estado de espírito.

A solução depende de todos nós.

É uma asneira querer opor o povo ao governo neste tipo de casos.

Somos todos nós.

Hei-de seguir e sem tabus é aqueles que digam "proponham soluções com mais descentralização, que avancem mais depressa, que mobilizem mais financiamentos privados, que revolucionem interesses adquiridos" !

Á parte isso estas posturas não me interessam. Não faço parte daqueles que por definição acham que o governo está sempre errado ou que é tarde demais e que o planeta vai arder.

Há 20 anos que o dizemos, agora há que agir !

Estamos na acção concreta, positiva, forte com mudança de hábitos. Importa que as pessoas olhem em frente !"

Emmanuel Macron, presidente francês 14/03/2019 ouvir

Ao participar na cimeira de Nairobi Macron criticou, sem se referir directamente à China, a construção de centrais de carvão no continente negro.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.