Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Eleições em Israel, França e Brexit ou Ruanda e o genocídio

Eleições em Israel, França e Brexit ou Ruanda e o genocídio
 
Primeiras páginas dos jornais franceses de 08 de abril de 2019 RFI

As primeiras páginas dos jornais franceses apresentam-se diversificadas em relação a assuntos de política interna e internacional.

LE MONDE, titula, Israel, promessas extravagantes de Netanyahou. Na véspera das eleições legislativas, Benjamim Netanyahou anunciou que se ganhar anexará os territórios palestinianos na Cisjordânia. O primeiro-ministro pretende assim unir toda a direita tendo em conta que está taco-a-taco nas sondagens com o antigo chefe de estado maior, Benny Gantz.

Netanyahou está a concorrer para um quinto mandato e parece dominar o debate apesar de estar a ser acusado de escândalos de corrupção. No deserto de Néguev os israelitas sentem-se marginalizados e votam em massa, por Bibi, como é conhecido Netanyahou, acrescenta, LE MONDE.

Matteo Salvini, extrema direita forte, titula LIBÉRATION. Após ter imposto a sua Liga nova geração em Roma, o homem forte da Itália sonha com uma aliança dos populistas europeus reunidos hoje em Milão. A irresistível ascenção do Capitão, como é chamado Matteo Salvini, que de jovem militante separatista da esquerda passou para a extrema direita, com um discurso anti-imigração e anti-União europeia, determinado, acessível e popular, acalenta esperanças em unir os populistas europeus, nota, LIBÉRATION.

Libertem Lula !, titula, L’HUMANITÉ. Numa carta enviada à redacção deste jornal, o antigo presidente brasileiro agradece todo o apoio que tem tido e apela à continuação da mobilização pela sua saída da prisão e pela democracia do Brasil. A procura do diálogo foi substituída pelo discurso do ódio e o Brasil chora, escreve Lula da Silva, nas páginas do jornal L’HUMANITÉ.

Mudando de assunto, LE FIGARO, titula, empresas francesas preparam-se para um Brexit duro. Na perspectiva duma saída do Reino Unido da União Europeia sem acordo, os grandes grupos, as pequenas e médias empresas organizam-se para evitar a paralisia.

Tudo pode acontecer esta semana. Se o acordo de divórcio negociado entre Bruxelas e Londres não for aprovado pela Câmara dos comuns na sexta-feira, o Reino Unido sairá imediatamente da União Europeia. Logo no dia seguinte ficará adstrita às mesmas regras que os Estados que não fazem parte da União europeia.

As empresas francesas estarão assim confrontadas com uma situação inédita para importar e exportar de e para o Reino Unido. Para já as alfândegas francesas adoptaram as precauções necessárias para que não sejam apanhadas desprevenidas, nota LE FIGARO.

Divorciados casados como a igreja evolui, titula, LA CROIX. Voltamos a ter direito à comunhão 12 anos depois, diz um casal que voltou a casar depois do divórcio, sublinhando que a emoção foi muito forte. Por seu lado outro casal, Isabelle e Philippe, nas mesmas condições, exprimem um sentimento de afastamento, não se sentindo integrados na Igreja, acrescenta, a reportagem do jornal LA CROIX.

Enfim, em relação à África, LE MONDE, destaca Ruanda, em Kibuye, a Igreja de S. João, lugar de massacre, foi esquecida por Deus. Há 25 anos, altura do genocídio, a pequena igreja viveu um autêntico inferno. Catana numa mão e terço noutra, as milícias mataram em nome de Deus, acrescenta, LE MONDE.

 


Sobre o mesmo assunto

  • Revista de Imprensa

    Ruanda: 25 anos depois do genocídio

    Saber mais

  • Revista de Imprensa

    Igreja:interrogações sobre o futuro

    Saber mais

  • Revista de Imprensa

    Brexit:última cartada de Theresa May

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.