Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Modelos negros representados no Museu d'Orsay

Modelos negros representados no Museu d'Orsay
 
Artista plástico guineense, na exposição "O modelo negro de Géricault a Matisse" no museu d'Orsay RFI

"O modelo negro de Géricault a Matisse" cruza história da arte e história das ideias, questiona problemáticas estéticas, mas também políticas, sociais e raciais.

O Museu d'Ordsay apresenta pela primeira vez modelos negros. Na altura talvez escravos e sob castigo, os nomes desconhecem-se, mas os olhares cruzaram-se com os autores das obras e hoje estes protagonistas cruzam os nossos olhares.

Para o artista guineense Nu Barreto este é "um retrato da escravatura, mas há também uma parte sobre a ocupação. Não vemos apenas retratado o colonialismo físico como também intelectual".

A historiadora de arte Anne Laffont afirmou que "até hoje não vimos estes modelos na arte porque não os queríamos ver, porque lembram, pela presença, o tabu da escravatura e a sua violência insuportável de assumir".

O museu d'Orsay "põe em evidência uma problemática que afecta a sociedade. A exposição está a ter sucesso, o museu está cheio e é isto que é preciso; trazer mais pessoas e criar uma transformação", descreve Nu Barreto.

Centrada na questão do modelo, a exposição "O modelo negro de géricault à matisse" recria o diálogo entre o artista que pinta, esculpe, grava ou fotografa e o modelo que posa. É sobretudo uma exposição que pede uma reflexão sobre direitos humanos destaca o artista plástico.

Nestes quadros vê-se que "há uma forma de tratar o modelo negro que é, obviamente, diferente de um modelo europeu ou branco. É tratado com muito sofrimento e revolta. Na postura, o artista retratou a decadência dos modelos, muito provavelmente as pessoas viviam nessas condições. Foi o que mais me chocou", lembra o artista plástico.

"Na altura, era necessário retratar a realidade porque hoje não falaríamos dela. Há obras que foram escondidas durante séculos e hoje estão aqui. Isso é uma vitória porque as coisas devem ser ditas e faladas", defende Nu Barreto.

Uma exposição que explora a forma de representação de negros nas obras maiores de Théodore Géricault, Charles Cordier, Jean-Baptiste Carpeaux, Edouard Manet, Paul Cézanne ou ainda Henri Matisse.

 


Sobre o mesmo assunto

  • Artes

    Os imaginários de Binelde Hyrcan projectados em Paris

    Saber mais

  • Exposição "Tabucchi e Portugal" chega a Paris

    Saber mais

  • Convidado

    Nú Barreto expõe "vandalismo colorido"

    Saber mais

  • Convidado

    Feira de Paris AKAA: "falta cultura da cultura em Angola"

    Saber mais

  • "Os filhos do colonialismo" na Culturgest

    Entre os dias 19 de Setembro e o 5 de Outubro, em Lisboa realiza-se o "Ciclo Memórias Coloniais", uma série de eventos organizados pela Culturgest, fundação ligada ao …

  • “Bem-vindos às nossas fronteiras fechadas”

    “Bem-vindos às nossas fronteiras fechadas”

    O livro “Clube Mediterrâneo – Doze fotogramas e uma devoração”, foi distinguido na Feira Internacional do Livro de Moscovo na categoria Livro de Autor. A obra foi escrita …

  • Nú Barreto expõe

    Nú Barreto expõe "Homem Imperfeito" em Bruxelas

    O trabalho do artista guineense Nú Barreto vai estar, a partir desta quinta-feira e até 26 de Outubro, na Galerie Nathalie Obadia, em Bruxelas. Composta essencialmente …

  • José Luís Mendonça: o dever de humanidade do escritor

    José Luís Mendonça: o dever de humanidade do escritor

    Nesta edição de Artes falamos de literatura com o escritor angolano José Luís Mendonça, cuja obra é uma estetoscopia da sua sociedade e da África, com em pano de fundo,um …

  • Filme

    Filme "Vitalina Varela" de Pedro Costa com dois Leopardos de Ouro em Locarno

    O filme "Vitalina Varela" a oitava longa metragem do realizador português Pedro Costa de 60 anos de idade, arrecadou no passado sábado (17/08) quatro prémios no Festival …

  • "Código Memória" preserva tempo de escuta

    O projecto "Código Memória" nasceu há um ano em Portugal e chegou este verão ao bairro belga de Matongé, pela mão de Hélder Wasterlain.O escritor, encenador ou ainda …

  • Angola conjuga umbundo e português

    Angola conjuga umbundo e português

    Chega às livrarias angolanas, esta sexta-feira, o dicionário de verbos conjugados em umbundu e português: “Três tempos num só modo”. O dicionário de 209 páginas traduz …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.