Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Notre-Dame: “Mil milhões de euros é mais que suficiente”

Notre-Dame: “Mil milhões de euros é mais que suficiente”
 
Catedral de Notre-Dame de Paris após o incêndio. 16 de Abril de 2019. LUDOVIC MARIN / AFP

Quase mil milhões de euros em donativos em apenas dois dias para salvar a Catedral de Notre-Dame. As imagens deste símbolo de Paris a arder levaram os multimilionários franceses a abrir os cordões à bolsa, com vantagens fiscais no horizonte. “Mil milhões de euros é muito mais do que suficiente para a reconstrução de Notre-Dame”, considerou o historiador de arte Philippe Mendes, sugerindo que se use parte desse dinheiro para prevenir outras catástrofes noutros monumentos.

Após o incêndio que devastou a estrutura superior da Catedral de Notre-Dame de Paris, os donativos para restaurar o monumento mais visitado da Europa alcançaram 850 milhões de euros em apenas dois dias. O gigante petrolífero Total ofereceu 100 milhões, assim como a multimilionária família francesa Pinault. O grupo LVMH e a família Arnault - no topo dos mais ricos de França - ofereceu 200 milhões, o mesmo valor prometido pela família Bettencourt-Meyers e o grupo L'Oréal. As vantagens fiscais ligadas aos donativos provocaram uma onda de indignação e a família Pinault acabou por renunciar às tais vantagens fiscais.

Para o historiador de arte Philippe Mendes, “mil milhões de euros é muito mais do que suficiente para a reconstrução e o restauro de Notre-Dame”. O também galerista e comissário sugere que uma parte do dinheiro seja transferida para o restauro de outros monumentos em França para evitar novas catástrofes como o incêndio de Notre-Dame, devido ao frágil estado de conservação de muitos outros.

Philippe Mendes também defende que “o mais custoso é o tempo” que vai ser necessário para o restauro da catedral, rejeitando a ideia de uma reconstrucção em cinco anos, como prometido pelo presidente francês, Emmanuel Macron.

O historiador de arte alerta, ainda, que é preciso evitar “fantasias” de uma “coisa mais contemporânea” e apela a que se faça uma “reconstrução idêntica” à catedral restaurada pelo arquitecto Viollet-le-Duc no século XIX e uma estrutura de vigas no tecto semelhante à do século XII.

Quanto aos incentivos fiscais para os donativos, Philippe Mendes considera que “a lei do mecenato existe em França e permite ajudar o património”, mas admite que se chegou a um limite dado que uma parte dos rendimentos dos multimilionários vai, assim, escapar aos cofres de Estado.

Por outro lado, o galerista considera que o incêndio de Notre-Dame “não vai ter propriamente impacto no turismo em Paris, pelo contrário vai suscitar uma curiosidade ainda mais importante”.

Oiça a entrevista completa clicando na imagem principal e veja aqui dois excertos vídeo.

 


Sobre o mesmo assunto

  • Convidado

    Notre-Dame de Paris: “Pedaço da história que se apaga”

    Saber mais

  • Vida em França

    “Nunca mais vamos ver Notre-Dame como a conhecemos”

    Saber mais

  • Revista de Imprensa

    Emoção e solidariedade após incêndio de Notre-Dame de Paris

    Saber mais

  • França

    Macron organiza encontro no Eliseu para reconstruir Notre-Dame

    Saber mais

  • França

    Notre-Dame: desfigurada, mas de pé

    Saber mais

  • Revista de Imprensa

    Notre-Dame: a história de França em chamas

    Saber mais

  • Oitava edição do Salão do Imobiliario e do Turismo Português em Paris

    Oitava edição do Salão do Imobiliario e do Turismo Português em Paris

    Na abertura da 8ª edição do Salão do Imobiliário e Turismo Português em Paris encontrámos Staphane, é francesa e quer investir em Portugal. "Vim aqui para saber onde …

  • China inflexivel às ameaças dos EUA

    China inflexivel às ameaças dos EUA

    Entrou hoje em vigor a medida do Presidente norte-americano que agrava de 10% para 25% as taxas alfandegárias dos produtos chineses importados pelos Estados Unidos.Donald …

  • Portugal: Da Feira de Paris para os restaurantes Michelin

    Portugal: Da Feira de Paris para os restaurantes Michelin

    Charcutaria, queijos e pastéis de nata. A receita é simples para os portugueses que investem na “Foire de Paris”, uma feira com 115 anos que junta gastronomia, moda, …

  • Angola e a promessa de 500 mil novos empregos

    Angola e a promessa de 500 mil novos empregos

    Em Angola, foi lançado esta semana o Plano de Acção para a Promoção de Empregabilidade, um plano orçado em um pouco mais de 58 milhões de Euros, para fomentar o emprego …

  • Angola: população triplica em 15 anos

    Angola: população triplica em 15 anos

    Em 50 anos Angola registou um aumento populacional de 331%. Nos últimos 15 anos a população angolana quase que triplicou. Os dados são do relatório anual sobre o Estado …

  • Cabo Verde: Mais investimento, mais emprego

    Cabo Verde: Mais investimento, mais emprego

    Uma missão do Fundo Monetário Internacional esteve recentemente em Cabo Verde para avaliar a performance económica do país. O FMI elogiou a privatização da companhia …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.