Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Cidade do sul da França realiza casamento gay

media A prefeitura da cidade de Cabestany celebrou neste sábado (12/11/2011) um casamento gay. Getty Image

O prefeito da cidade de Cabestany, no sul da França, realizou neste sábado um casamento entre o casal de homossexuais. A cerimônia tem apenas um valor simbólico, mas serviu para relançar o debate sobre o assunto.  

Os parisienses Patrick, de 48 anos, e Guillaume, de 37 anos, celebraram o casamento neste sábado diante do prefeito de Cabestany, Jean Villa, e de amigos do casal. Para o prefeito comunista, “recusar o casamento homossexual é ingnorar a realidade de vários casais homossexuais”.

Após a cerimônia, que teve direito a beijo e troca de alianças, o prefeito declarou para jornalistas que o casamento era um “ato militante” e que “há momentos em que é preciso estar fora da lei”. Villa, porém, foi prudente. Para evitar que o casamento seja anulado posteriormente, o ato não foi registrado oficialmente. A França não reconhece casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Para os homossexuais, resta como única opção um contrato de união civil.

Guillaume, um dos noivos, disse esperar que a cerimônia deste sábado contribua para a “evolução” do pensamento de alguns políticos. Mas a reação conservadora não tardou. Claude Greff, secretário de Estado para a Família criticou a união e a considerou uma mera “provocação eleitoreira” que visa a eleição presidencial de 2012.

De fato, o assunto deve ser um dos principais temas da campanha presidencial. O candidato socialista, François Hollande, já declarou-se favorável ao casamento gay que é legal em 7 países europeus, incluindo a Bélgica e a Espanha.
 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.