Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Gol faz maior compra de aviões da história da América do Sul

media Compra de 60 Boeing 737 MAX é avaliada em US$ 6 bilhões Flickr/ Bruno Silveira

A companhia aérea brasileira Gol comprou 60 Boeing 737 MAX por um valor avaliado em US$ 6 bilhões, informou nesta segunda-feira a fabricante norte-americana em um comunicado. Trata-se da "maior compra feita pela Gol em seus 12 anos de existência e do maior pedido de aviões já feito por uma única companhia na história da aviação sul-americana", informou a Boeing.

Ainda de acordo com o comunicado, a Gol deve utilizar os aviões, chamados de "super-econômicos" para "aumentar sua eficácia operacional e reduzir custos". O diretor geral da Gol, Paulo Kakinoff, garante que as novas aeronaves terão a melhor taxa de custo-benefício do mercado, "graças às economias operacionais ímpares que elas apresentam". Ele ainda acrescentou que são equipamentos "plenamente compatíveis" com o modelo de baixo-custo da empresa.

Diante do negócio, o diretor geral da Boeing afirmou que as duas companhias formam uma equipe desde o início das operações da Gol e se disse orgulhoso de ter a brasileira como primeiro cliente sul-americano para o 737 MAX. Atualmente, a Gol opera cerca de 810 voos diários para 63 destinos no Brasil, além de 12 na América do Sul e no Caribe.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.