Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

As expectativas em torno de “uma segunda Terra”

As expectativas em torno de “uma segunda Terra”
 
Imagem registada pelo Observatório Europeu do Sul, a 24 de Agosto de 2016. AFP/ M. Kornmesser / Observatório Europeu do Sul

Um grupo de investigadores encontrou um exoplaneta (planeta fora do Sistema Solar) baptizado “Proxima b”, com uma temperatura que permite a existência de água líquida, uma condição essencial para ter vida. Há quem fale em “segunda terra” já que o planeta se encontra na zona habitável da sua estrela.

Pedro Russo, professor de astronomia na Universidade de Leyden, na Holanda, explicou à RFI a importância da descoberta e as expectativas dos cientistas.

“Para já é apenas uma especulação científica, mas a ciência funciona assim”, explicou Pedro Russo, professor de astronomia na Universidade de Leyden, na Holanda, quando questionado sobre se há vida no exoplaneta que tem concentrado as atenções dos cientistas nos últimos dias.

Este planeta está muito mais próximo da sua estrela que o planeta terra. No entanto, a sua proximidade e as condições desta estrela permitem que os astrónomos digam que a sua temperatura seja muito próxima de temperaturas que temos na terra (…) Mas há toda uma amplitude térmica que permite de certa forma dizer que poderá ter condições para albergar água na forma líquida e que nós sabemos ser essencial para ter vida, pelo menos a vida como nós conhecemos no nosso planeta”, descreveu o astrofísico.

Pedro Russo admite que “neste momento os instrumentos permitem apenas detectar e confirmar a sua existência e dar pistas para a sua composição, o seu tamanho, a distância à estrela” e que são necessários “telescópios mais avançados”.

Cabe aos governos, cabe à população em geral decidir se é ou não importante fazer esse tipo de investimentos e realmente tentar perceber em que tipo de universo é que nós vivemos, se existe vida neste planeta ou não. É uma pergunta essencial para a compreensão do próprio ser humano, do nosso planeta”, disse, apontando acreditar que “esse investimento vai acontecer”.

Eu creio que nos próprios 20, 30 anos vamos poder dizer que existe vida num destes exoplanetas se construirmos os telescópios que nós precisamos”, declarou.
 


Sobre o mesmo assunto

  • Ciência

    Odisseia no Espaço para "compreender melhor a vida na Terra"

    Saber mais

  • Ciência

    Planeta Anão nova descoberta astronómica

    Saber mais

  • Ciência

    Combate à mortalidade infantil pode chegar a toda a Guiné-Bissau

    Saber mais

  • Ciência

    A medicina tradicional de São Tomé e Príncipe

    Saber mais

  • Ciência

    Biologia e meio ambiente marinhos em Cabo Verde

    Saber mais

  • Ciência

    Investigadores portugueses querem vacina contra a malária

    Saber mais

  • Ciência

    Volta ao mundo de 2 pilotos num avião solar

    Saber mais

  • "Angola quer conservar espécies selvagens"

    Em Genebra, na Suíça, decorre até dia 28 de Agosto, a Convenção Sobre Comércio Ilegal e Espécies da Fauna e Flora Selvagem da ONU-CITES. A reunião, que acontece a cada …

  • São Tomé: Verdes declaram guerra a lixeira

    São Tomé: Verdes declaram guerra a lixeira

    Há mais de trinta anos que a lixeira da Penha no distrito de Água Grande integra a paisagem de São Tomé. São mais de dois hectares de lixeira a céu aberto que recebe …

  • Descoberta nova forma de poluição com plástico na Madeira

    Descoberta nova forma de poluição com plástico na Madeira

    O Instituto Francês de Investigação e Exploração do Mar (IFREMER) publicou um estudo no qual dá conta que o mar Mediterrâneo é o mar mais poluído da Europa. Estima-se …

  • Bolsa Marie Curie para estudar São Tomé e Moçambique

    Bolsa Marie Curie para estudar São Tomé e Moçambique

    A investigadora portuguesa Ana Nuno venceu uma bolsa Marie Curie para estudar a gestão dos recursos marinhos em São Tomé e Príncipe e Moçambique. A ajuda de 150 mil euros …

  • Sysadvance converte biogás em biometano, um gás natural e renovável

    Sysadvance converte biogás em biometano, um gás natural e renovável

    Neste magazine vamos falar de uma tecnologia de purificação dos gases de aterro - altamente contaminados - transformando-os em biometano, um gás natural, renovável e …

  • 50 anos do primeiro passo do Homem na lua

    50 anos do primeiro passo do Homem na lua

    "É um pequeno passo para o Homem mas um passo de gigante para Humanidade". Estas foram as primeiras palavras do americano Neil Armstrong ao dar o primeiro passo na lua …

  • OMS avalia epidemia do vírus Ébola na RDC

    OMS avalia epidemia do vírus Ébola na RDC

    A organização Mundial de Saúde reúne-se amanhã para analisar a evolução da epidemia do vírus Ébola na Republica Democrática do Congo e para avaliar a necessidade de se …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.