Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/01 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/01 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 21/01 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/01 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 21/01 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/01 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 21/01 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/01 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Actual governo da Guiné-Bissau “é um nado-morto”

Actual governo da Guiné-Bissau “é um nado-morto”
 
Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau. ISSOUF SANOGO / AFP

O Conselho de Segurança da ONU manifestou-se preocupado com o impasse político na Guiné-Bissau e instou as partes a implementarem o acordo de Conacri para resolver a crise política. O sociólogo guineense Miguel de Barros considera que o actual governo é “um nado-morto” porque "o elemento escolhido para dirigir" o executivo não foi o apontado pelo acordo de Conacri.

A Guiné-Bissau voltou a receber um cartão amarelo face à não implementação do acordo de Conacri, assinado em Outubro e que previa a nomeação de um governo de consenso. Desta vez, foram os membros do conselho de Segurança da ONU que manifestaram preocupação com o impasse político na Guiné-Bissau e instaram as partes a implementarem o acordo de Conacri para resolver a crise política.

O sociólogo guineense Miguel de Barros considera que o actual governo é “um nado-morto” porque "o elemento escolhido para dirigir" o executivo não foi o apontado pelo acordo de Conacri.

A partir do momento em que o próprio mediador de Conacri, o presidente da Guiné-Conacri, demonstrou que não tinha sido o elemento escolhido para dirigir o governo e, ao mesmo tempo que o próprio governo não dá eco àquilo que é a distribuição parlamentar dos partidos dentro da assembleia, automaticamente - independentemente da base, da legalidade, da legitimidade que o governo tinha - o governo deixou de ter toda a credibilidade aos olhos da comunidade internacional e aos olhos da comunidade nacional.

Por isso, é um governo que é um nado-morto e que serviu para simplesmente projectar o país para uma condição ainda de maior pobreza, de maior dificuldade institucional e que tem de contribuir também, de algum modo, para uma maior precariedade daquilo que é o diálogo político neste momento”, afirmou Miguel de Barros.

Para ouvir a entrevista completa, clique em cima da imagem principal.

 


Sobre o mesmo assunto

  • Guiné-Bissau

    ONU debate a situação na Guiné-Bissau

    Saber mais

  • GUINÉ-BISSAU

    JOMAV: "Guiné-Bissau vive na calma total desde que fui eleito"

    Saber mais

  • Guiné-Bissau

    Guiné-Bissau, “Estado falhado” entre os mais corruptos do mundo

    Saber mais

  • Convidado

    Carlos Lopes aponta "excesso de pessoalização da vida política” na Guiné-Bissau

    Saber mais

  • Portugal: caso Manuel Vicente separado da Operação Fizz

    Portugal: caso Manuel Vicente separado da Operação Fizz

    Começou esta segunda-feira (22/01) em Lisboa o julgamento do caso Operação Fizz que entre os quatro arguidos envolve Manuel Vicente, que foi vice-Presidente …

  • Donald Trump: ano I

    Donald Trump: ano I

    Faz este Sábado um ano que Donald Trump foi investido como Presidente dos Estados Unidos, um ano de uma presidência feita de múltiplos choques, nomeadamente …

  • Recta final antes das intercalares de Nampula

    Recta final antes das intercalares de Nampula

    No dia 24 de Janeiro estão previstas eleições intercalares em Nampula no norte de Moçambique, na sequência do assassinato no passado …

  • Guiné-Bissau: e agora?

    Guiné-Bissau: e agora?

    Ontem, o Presidente guineense aceitou a demissão do Primeiro-Ministro Umaro Cissoko Embalo, uma decisão que coincidiu com o fim do prazo estipulado pela …

  • "Dramático declínio de liberdade" na Guiné-Bissau

    A liberdade no mundo atingiu em 2017 o pior nível em 12 anos. A conclusão é da Freedom House que hoje publicou o seu relatório anual sobre …

  • Clima volátil em São Tomé e Príncipe

    Clima volátil em São Tomé e Príncipe

    Promulgada a lei para a criação do Tribunal Constitucional, foram eleitos hoje os 5 juízes desta entidade numa sessão parlamentar movimentada …

  • A dança falada de

    A dança falada de "Act est Fabula"

    Em palco cinco bailarinos, cada um assume os seus movimentos individuais num grupo colectivo dirigido, pelo coreógrafo israelita Yuval Pick. O espectáculo …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.