Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 16/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Funcionários dos Correios em Bissau sem salários há 7 anos

media Rua de Bissau, capital da Guiné Bissau. ISSOUF SANOGO / AFP

Na Guiné Bissau, mais uma crise social com cerca de 200 funcionários dos Correios que acumulam 88 meses de salários em atraso, pelo que ameaçam manifestar em frente aos palácios da  presidência e do primeiro-ministro de 15 em 15 dias.

Cansados de promessas não cumpridas os trabalhadores dos Correios da Guiné Bissau avisaram que de agora em diante em cada 15 dias vão sair à rua para manifestações em frente aos palácios do presidente e o do Governo.

Dizem que tudo somado e de forma intercalado já levam 88 meses de ordenados por receber o que totaliza 7 anos.

Tefna Tamba o presidente do sindicato dos trabalhadores disse ao nosso correspondente, em Bissau,  que já não restam dúvidas em como o governo quer levar à morte lenta os funcionários dos Correios.

Também disse que o governo quer extinguir os Correios só não sabe como fazê-lo.

Tefna Tamba acusou ainda o governo o atual de não ter nenhum plano para pagar os ordenados em atraso e pior ainda de permitir a empresas informais fazer o trabalho que é legalmente consagrado aos Correios.

Por tudo isso disse que de ora em diante haverá manifestação de desagrado nas ruas de Bissau manifestações que irão culminar sempre nos palácios da presidência e o do governo.

Nessas manifestações cada um dos cerca de 200 trabalhadores levará toda a sua família avisou Tefna Tamba.
 

De Bissau, o nosso correspondente, Mussá Baldé.

Mussá Baldé, correspondente em Bissau 05/03/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.