Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 12/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 12/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 12/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 12/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau apreende 11 pirogas senegalesas

media Piroga guieense DR

Na Guiné-Bissau 11 pirogas do Senegal, pequenas embarcações de pesca, foram apresentadas esta segunda-feira pelas autoridades marítimas da Guiné-Bissau, como tendo sido apanhadas em pesca ilegal nas águas guineenses. Dessas 11 pirogas quatro fugiram para o Senegal. A bordo levaram um militar guineense

Foram registados confrontos no alto mar entre agentes da Brigada Costeira da Guarda Nacional (GN) e pescadores senegaleses.

Mais do que as pirogas apreendidas em pesca ilegal nas águas guineenses, as autoridades marítimas da Guiné-Bissau condenaram o facto de os pescadores senegaleses terem levado como refém um elemento da Guarda Nacional do país.

O agente estava na operação de fiscalização do mar territorial guineense e quando estava a abordar os pescadores senegaleses esses obrigaram-no à força a seguir com eles para o Senegal.

O homem foi posto em liberdade entretanto e encontra-se num hotel de Dacar.

Mário Fambé, coordenador da entidade que fiscaliza as actividades de pesca nas águas da Guiné-Bissau repudiou o sucedido com o militar guineense salientando não ser aceitável que um agente de segurança tenha sido levado à força armado e com a farda da Guiné-Bissau para o Senegal, mesmo sendo um país amigo.

Mário Fambé espera que as autoridades políticas de Bissau saberão tomar as medidas para que o caso seja devidamente esclarecido.

Sobre a operação que resultou na captura das pirogas senegalesas, Mário Fambé disse que podiam ser até cem pirogas mas tendo em conta os parcos meios nesta operação a fiscalização só trouxe sete.

Os quatro que fugiram para o Senegal serão obrigados a voltar à Guiné-Bissau onde os capitães serão obrigados a pagar multas ao Estado guineense conforme manda a lei da pesca do país como nos relata Mussá Baldé, o nosso correspondente.

Correspondência de Bissau, Mussá Baldé 17/07/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.