Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Braima Camará refuta envolvimento no assalto à sede do PAIGC

media Imagem de Arquivo. SEYLLOU SEYLLOU / AFP

Braima Camará, coordenador do grupo de 15 deputados dissidentes do PAIGC, nega qualquer envolvimento nos desacatos desta quarta-feira na sede do partido em Bissau. Continuam as reacções ao alegado assalto ao edifício do partido.

A sede do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde foi tomada de assalto, na quarta-feira, por um grupo de jovens militantes. Os jovens apresentaram-se como portadores de uma petição a exigir a renúncia do presidente do partido, Domingos Simões Pereira, que acusam de estar a conduzir mal aquela formação política.

O porta-voz do PAIGC, João Bernardo Vieira, responsabiliza o grupo dos 15 deputados dissidentes do partido e o presidente guineense, José Mário Vaz, de estarem por trás do assalto à sede.

Em declarações a Miguel Martins, o coordenador do grupo dos 15, Braima Camará, que também é conselheiro do presidente guineense, "refuta e desmente ter dado quaisquer instruções ou orientações" para o assalto.

Braima Camará 19/10/2017 ouvir

O Presidente guineense também afirmou que "não compactua" com actos que atentam contra a estabilidade do país e condenou o incidente.

Ouça aqui outras reacções com o nosso correspondente Mussá Baldé.

Correspondência da Guiné-Bissau 19/10/2017 ouvir

Estes incidentes ocorrem poucos dias antes do início de uma reunião do comité central do PAIGC e numa altura em que continua o braço de ferro entre a direcção do partido de Domingos Simões Pereira e o grupo dos 15.

A Guiné-Bissau tem vivido no impasse político nos últimos 3 anos, depois do Presidente da República ter demitido em 2015 o governo de Domingos Simões Pereira. Este episódio marcou o início de uma crise institucional marcada pela expulsão do PAIGC de 15 dos seus deputados. Apesar da assinatura dos Acordos de Conacri em Outubro do ano passado, até ao momento não se conseguiu chegar a nenhum consenso político no país.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.