Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: presidente desvaloriza sanções

media José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau SIA KAMBOU / AFP

O presidente guineense quebrou hoje o silêncio para comentar as sanções da CEDEAO aplicadas a 19 personalidades do país, entre as quais o filho Herson Vaz.  José Mário Vaz disse não estar preocupado com as medidas, que agora  é preciso encontrar soluções às sanções e que enquanto chefe de Estado está mais é preocupado em criar riqueza e emprego no país.

Desde que as sanções da CEDEAO foram conhecidas, é a primeira vez que José Mário Vaz falou do assunto, pelo menos em público. Disse o líder guineense que não está preocupado com as sanções ainda que as medidas atinjam também o seu filho, Herson Vaz.

Expressando-se em crioulo, numa visita às ruinas de uma unidade fabril na localidade de Cumeré, a 40 quilómetros de Bissau, José Mário Vaz disse ter falado com o seu filho sobre as sanções para lhe dizer que como homem que é terá que saber enfrentar o castigo ao lado de outros guineenses sancionados.

Sem indicar como, o Presidente guineense afirmou que o caminho é procurarem juntos as soluções para as sanções impostas pela CEDEAO e já apoiadas pela União Africana.

Disse também não estar preocupado por se encontrar no seu país onde tem como prioridade arranjar soluções de emprego para os jovens e ainda criar riqueza para a população.

José Mário Vaz falou igualmente do impasse na formação do novo governo, salientando que enquanto não receber indicações claras do primeiro-ministro, Artur Silva, sobre as dificuldades em convencer os partidos a tomarem parte no executivo nada poderá fazer.

No entanto garantiu que o poder nunca cairá na rua.

Confira aqui a correspondência de Bissau de Mussá Baldé.

Correspondência da Guiné-Bissau 22/02/2018 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.