Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 14/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 14/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 14/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 14/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Recensamento na Guiné-Bissau alvo de investigação

media José Mário Vaz, presidente guineense, aquando do recenseamento a 20 de Setembro de 2018. Miguel de Barros

Na Guiné-Bissau depois de três técnicos da administração eleitoral terem sido constituídos suspeitos na terça-feira, hoje o Ministério Público voltou a ouvir outros tantos técnicos da mesma instituição. Desta vez foram constituídos testemunhas. O Ministério Público está a averiguar suspeitas de alegadas manipulações aos dados do recenseamento eleitoral, suspeitas anunciadas por vários partidos políticos.

Até os nigerianos já estão envolvidos nas acusações de partidos guineenses.

As suspeitas continuam a pontuar o recenseamento eleitoral na Guiné-Bissau.

Três técnicos nigerianos que chegaram a Bissau para prestar ajuda aos agentes locais de administração eleitoral, foram literalmente corridos, na quarta-feira à noite, das instalações do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (Gtape).

Os nigerianos são técnicos da empresa que tem fornecido assistência a Bissau na preparação das eleições e foram chamados pelo Gtape para ajudarem no trabalho de sincronização da base de dados do recenseamento.

A polícia agiu a mando do Ministerio Público. Os técnicos nigerianos estão neste momento retidos no hotel, já que os seus passaportes foram confiscados pela justiça guineense.

O presidente do Parlamento, Cipriano Cassamá quer um debate de urgência sobre o assunto. O primeiro-ministro, Aristides Gomes, apanhado de surpresa, desdobra-se em contactos para perceber o que se passa.

Tudo isso acontece no mesmo dia em que mais três técnicos do Gtape foram ouvidos no Ministerio Público, desta vez na qualidade de testemunhas. Entre os técnicos chamados à Procuradoria está o director interino do Gtape, Cristiano Na Betam.

Há suspeitas de manipulação de dados do recenseamento em conluio com os nigerianos. A suspeita foi lançada por um grupo de partidos políticos guineenses, daí a actuação do Ministério Público.

Com a colaboração de Mussa Balde, Bissau, RFI

Correspondência da Guiné-Bissau 06/12/2018 ouvir

Esta situação de incerteza em volta do processo eleitoral mexe com os guineenses que residem na Guiné-Bissau, mas também com aqueles que se encontram fora. A este respeito, a RFI evocou com o andebolista guineense do Dunkerque, Wilson Davyes, o clima político vivenciado pelos guineenses.

Wilson Davyes, andebolista do Dunkerque 06/12/2018 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.