Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Retrato de Bissau no Cinéma du Réel em Paris

media Realizador Edaurdo Williams. Cinéma du Réel, Paris. 21 de Março de 2018. Carina Branco/RFI

O filme "Parsi", do realizador argentino Eduardo Williams e do poeta Mariano Blatt, foi filmado na cidade de Bissau e é um retrato fugaz de uma cidade em movimento. O documentário esteve em competição internacional no festival Cinéma du Réel que termina este domingo em Paris.

Em Paris, termina este domingo o festival internacional do filme documentário Cinéma du Réel. Um dos filmes em competição internacional foi filmado na Guiné-Bissau por um argentino que já se tinha rendido ao povo moçambicano num outro projecto.

A curta-metragem chama-se Parsi, que em crioulo guineense significa "Parece", e mostra uma Bissau em constante movimento, enquanto se ouve um poema cujos versos começam todos por "Parece que". São os próprios guineenses, anónimos, que seguram na câmara e deambulam pelos diferentes bairros, acumulando imagens que evocam viagens de memórias.

O realizador argentino Eduardo Williams contou à RFI como surgiu a ideia de fazer o filme depois de ter conhecido o cineasta guineense Sana na N’Hada.

Eduardo Williams, Realizador de Parsi 24/03/2019 ouvir

Eduardo Williams já tinha realizado "El auge del humano", em que uma parte é filmada em Moçambique, que foi premiado com um Leopardo de Ouro em Locarno na secção Cineastas do Presente e que também foi mostrado no Festival IndieLisboa.

O festival Cinéma du Réel termina este domingo, em Paris, e já foi divulgado o palmarés dos prémios.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.