Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Guiné-Bissau

Bissau lançou campanha de comercialização da castanha do caju

media Lançada campanha de comercialização da castanha do caju da Guiné Bissau AFP

O primeiro-ministro da Guiné Bissau, lançou hoje a campanha de comercialização da castanha do caju. O preço base da compra do produto foi fixado em 76 euros. A castanha do caju é um negócio que envolve cerca de 80% da população guineense. O governo prevê exportar 200 mil toneladas do produto, sobretudo para a India, a principal compradora do caju em bruto, e também este ano o Vietname.

Sem grandes polémicas como ocorreu no ano passado, foi aberta hoje a campanha de comercialização da castanha do caju.

O primeiro-ministro, Aristides Gomes, foi quem abriu oficialmente a campanha, declarando 500 francos CFA, cerca de 76 euros, como o preço base da compra do produto ao agricultor.

A polémica do ano passado deu-se quando o Presidente José Mário Vaz decidiu fixar o preço da compra em 1000 francos CFA, criando perturbações no negócio daquele que é o principal produto de exportação e agrícola da Guiné-Bissau.

Acredita-se que cerca de 80 por cento da população guineense dedica-se ao negócio do caju.

Este ano, o Governo tomou em mãos a condução do processo, prevendo exportar 200 mil toneladas. A India é a principal compradora do caju em bruto da Guiné-Bissau, mas este ano o Vietname já disse que quer comprar pelo menos 150 mil toneladas.

O governo saúda o interesse dos compradores asiáticos, por proporcionar a concorrência, apenas promete maior vigilância na saída clandestina do caju guineense para o Senegal.

Só no ano passado, o Governo estima terem saído pelas portas travessas para o Senegal cerca de 50 mil toneladas do caju da Guiné-Bissau.

O lema da campanha deste ano é tolerância zero à saída clandestina do caju.

De Bissau, o nosso correspondente, Mussá Baldé.

Mussá Baldé, correspondente, em Bissau 30/03/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.