Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 13/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 13/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 13/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Guiné-Bissau "não coopera" nas denúncias de branqueamento e financiamento do terrorismo

Guiné-Bissau
 
Logótipo GIABA - Grupo Intergovernamental de Acção contra o Branqueamento de Capitais e financiamento do Terrorismo na África Ocidental Giaba.org

Na Guiné-Bissau o GIABA - Grupo Intergovernamental de Acção contra o Branqueamento de Capitais e o Financiamento do Terrorismo na África Ocidental, um instrumento da CEDEAO, faz avaliações semestrais e conclui que o país não está a cumprir as suas recomendações no que diz respeito a este tipo de flagelos, colocando-o numa espécie de lista negra, que lhe retira credibilidade e poderá resultar no fim das transferências bancárias internacionais e mesmo afastar investidores como o FMI ou o Banco Mundial.

Esta uma questão que analisamos com o jurista guineense Justino Sá, correspondente do Giaba na Guiné-Bissau e presidente da CENTIF - Célula Nacional de Tratamento de Informações Financeiras, para quem devido à instabilidade política cíclica, nem o Estado nem os bancos comerciais privados cumprem as recomendações.


Sobre o mesmo assunto

  • Guiné-Bissau

    Guiné-Bissau pode perder apoio do Banco Mundial e do FMI

    Saber mais

  • Guiné Bissau

    Maior apreensão de droga de sempre na Guiné-Bissau

    Saber mais

  • Guiné Bissau

    FMI mostra optimismo quanto à Guiné Bissau

    Saber mais

  • Guiné-Bissau

    Representante do FMI contra governo guineense?

    Saber mais

  • Cabo Verde desce no

    Cabo Verde desce no "campeonato" mundial do turismo

    Cabo Verde caiu cinco posições no “ranking” mundial de competitividade no turismo. A avaliação é do Fórum Económico Mundial e consta do Relatório de Competitividade em …

  • Japão promete 20 mil milhões de dólares a África

    Japão promete 20 mil milhões de dólares a África

    Chega hoje ao fim a VII Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento Africano, em Yokohama.O Japão prometeu um investimento de 20 mil milhões de dólares …

  • "Lei de conteúdo local tem de atrair investimento"

    Em Moçambique, após sete anos de negociações, o governo e o sector privado alcançaram um entendimento para a proposta final da Lei do Conteúdo Local.O instrumento que …

  • Angola está à venda?

    Angola está à venda?

    Sonangol, Endiama, TAAG, bem como empresas financeiras, seguros, telecomunicações fazem parte das 195 empresas detidas ou participadas pelo Estado no programa de privatização …

  • Gás natural em Moçambique: as potencialidades e os riscos

    Gás natural em Moçambique: as potencialidades e os riscos

    Em Moçambique está lançada a primeira pedra para a construção do projecto de gás natural liquefeito, em Cabo Delgado, no norte do país.O presidente do país, Filipe Nyusi, …

  • FMI em São Tomé e Príncipe: rumo ao IVA?

    FMI em São Tomé e Príncipe: rumo ao IVA?

    O Fundo Monetário Internacional está de novo em São Tomé e Príncipepara se encontrar com os parlamentares da Assembleia Nacional e as  respectivas comissões especializadas.O …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.