Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Moçambique

Moçambique: Governo admite presença de mediadores internacionais

media Presidente moçambicano Filipe Nyusi e o líder da Renamo Afonso Dhlakama

O executivo moçambicano admite a presença de mediadores internacionais no encontro de alto nível entre o Presidente do país, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama. A informação é veiculada hoje pelo diário moçambicano “Notícias”, que cita Jacinto Veloso, chefe da equipa governamental na comissão mista.

“O Governo não está contra a participação de terceiras partes, sejam nacionais ou estrangeiras. Até recomenda que a Renamo é livre. O governo não se vai opor em nenhum momento que a Renamo tenha ao seu lado essas entidades como conselheiros", sublinhou Jacinto Veloso, citado pelo principal diário moçambicano.

A meio desta semana, executivo e o maior partido da oposição anunciaram ter chegado a consenso sobre a agenda do encontro entre Filipe Nyusi e Afonso Dhlakama. Mas, apesar de alguma convergência, os desentendimentos entre as partes continuam todavia a prevalecer.

Os pontos da agenda do encontro são a governação do principal partido de oposição nas seis províncias onde ganhou nas últimas eleições em 2014, a cessação das acções armadas, a integração dos membros do braço armado da Renamo nas Forças Armadas, na Polícia e no Serviço de Informação e Segurança do Estado e o quarto ponto é o desarmamento e a reintegração dos elementos da Renamo.

Todavia, Governo e Renamo falam numa divergência sobre os termos de referência da reunião. O executivo considera que a reconciliação se deve iniciar com o encontro, de alto nível, entre o Presidente Filipe Nyusi e o presidente da Renamo, Afonso Dhlakama. O maior partido da oposição, por seu lado, considera que as condições para este encontro não estão reunidas.

Correspondência de Orfeu Lisboa 10/06/2016 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.